Cofre cheio! Paulistão Feminino 2022 terá maior premiação da história

Organização do torneio anunciou um valor recorde para a modalidade. Veja quanto as campeãs vão levar para casa!

O futebol feminino está longe de movimentar os mesmos valores dos homens no Brasil. Apesar disso, algumas iniciativas para melhorar o equilíbrio entre os torneios precisam ser destacadas, como a histórica premiação do Paulistão Feminino 2022.

O torneio reúne grandes potências da modalidade, como Corinthians e Santos. São times que sempre brigam pelos títulos nacionais e já bateram alguns recordes dentro do futebol. Porém, agora a grande notícia vem de fora das quatro linhas.

Paulistão Feminino vai distribuir R$ 2,6 milhões em prêmios

Na última semana, a Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgou uma premiação milionária para o Paulistão Feminino. Ao todo, serão R$ 2,6 milhões, com R$ 1 milhão destinado ao campeão do torneio.

Além disso, o vice-campeão vai levar R$ 500 mil para casa. Todos os times participantes receberão um valor em dinheiro, o que é fundamental para o desenvolvimento do futebol feminino em São Paulo. A premiação divulgada representa um aumento gigantesco na comparação com anos anteriores.

Em 2021, o torneio teve R$ 140 mil de pagamento total, com R$ 90 mil para o campeão e R$ 50 mil para o vice. Portanto, isso significa um aumento de 1.757% entre as duas edições.

Valores são altos na comparação com outros torneios

Dessa forma, o Paulistão Feminino terá uma premiação maior do que o campeonato nacional da categoria. Desde 2017, a CBF paga cerca de R$ 1 milhão aos times do Brasileirão Feminino, com R$ 120 mil para o campeão. Em outros estaduais femininos, como o Carioca e Mineiro, não há premiação em dinheiro.

Mesmo para os padrões do futebol masculino, essa é uma premiação bem alta. O Campeonato Carioca 2022, por exemplo, não teve premiação pelo segundo ano consecutivo. O torneio perdeu grande parte dos ganhos com direitos de transmissão.

Por outro lado, o Palmeiras levou R$ 3,5 milhões pelo título paulista no masculino, em 2022. Ainda há uma discrepância nos valores, mas a edição atual é um avanço importante.

Clubes não terão custos de operação

O Paulistão Feminino fechou a exibição de todos os jogos pela televisão. Grandes canais esportivos do país, como SporTV e TNT Sports, vão fazer transmissões. Esses acordos trouxeram uma maior receita para a FPF.

Além dos prêmios milionários, os clubes também não terão custos de operação e produção do campeonato, estimados em R$3,3 milhões. Esse é um respiro importante para a modalidade, que sofre com problemas para financiar suas operações.

Paulistão Feminino começa em agosto

O início do Campeonato Paulista Feminino está marcado para o dia 10 de agosto. A Federação ainda não divulgou a tabela, mas 12 times estão confirmados para a competição. Conheça a lista:

  • Bragantino;
  • Corinthians;
  • EC São Bernardo;
  • Ferroviária;
  • Palmeiras;
  • Pinda;
  • Portuguesa;
  • Realidade Jovem;
  • Santos;
  • São José;
  • São Paulo;
  • Taubaté.

Na fórmula de disputa, todos os times se enfrentam em turno único na primeira fase. As quatro primeiras equipes se classificam para as semifinais, que são disputadas em ida e volta. Na fase final, o VAR será acionado.

A expectativa é grande para o Paulistão Feminino, principalmente pelo equilíbrio dos times no Brasileirão da categoria. O Corinthians é o atual tricampeão paulista e tenta igualar o Santos, que é o maior campeão (4).

Artigos Relacionados