Investimento, títulos e sucesso nas redes: O que levou o Corinthians a se tornar referência no futebol feminino brasileiro

As Brabas colecionam títulos desde 2016 e se consolidaram como a grande força da categoria no país

Quando falamos de futebol feminino no Brasil, um clube deve ser tratado como a grande referência da modalidade. Desde 2016, o Corinthians coleciona títulos, como o tricampeonato brasileiro e da Libertadores da América, e números expressivos.

Porém, os resultados não são vistos somente dentro das quatro linhas. Fora delas, o clube paulista se destaca pelo seu comprometimento com o time feminino e  conseguiu mudar a categoria de patamar. O sucesso não passa batido e já chama a atenção dos rivais.

Projeto que tem “rostos” bem definidos

O projeto atual do futebol feminino do Corinthians surgiu em 2016, em parceria com o Audax. O acordo durou até 2018, quando o time decidiu andar com as próprias pernas. Desde o início, duas figuras representam bem o seu sucesso: a diretora Cristiane Gambaré e o técnico Arthur Elias.

Cristiane foi conselheira do Corinthians por 11 anos e escolhida em 2015 para tocar o projeto do futebol feminino. Ela teve ajuda de Milene Domingues, uma das figuras mais conhecidas da modalidade, que se tornou embaixadora do Timão.

Todos no clube atestem a importância da diretora, que tem participação fundamental nos títulos conquistados e nos avanços alcançados no futebol feminino. Com o estilo de “botar a mão na massa”, ela trabalha incansavelmente pelo Corinthians.

À beira do gramado, Arthur Elias está na mesma função desde o Audax e é o profissional mais respeitado na modalidade. Além de conquistar títulos importantes, já teve sequências recordes de vitórias e tem o apoio das jogadoras. Inclusive, é um nome forte para assumir a Seleção Brasileira no lugar de Pia Sundhage.

Continuidade é a marca do Timão na modalidade

De fato, a continuidade é defendida pela direção do Corinthians Feminino. O elenco passa por poucas mudanças entre as temporadas. Mesmo quando há saída de jogadoras, elas são menos comuns do que no restante do futebol brasileiro.

Ao mesmo tempo, a comissão técnica conta com mais de 10 profissionais, que têm funções distintas. O clube conta com um analista de desempenho, que ajuda no desenvolvimento das atletas, além de preparação física, auxiliares e supervisores.

Tudo isso ajuda a explicar o número de títulos conquistados pelo Corinthians, que sobra no futebol brasileiro.

Títulos do Corinthians Feminino:

  • Libertadores: 2017, 2019 e 2021;
  • Campeonato Brasileiro: 2018, 2020 e 2021;
  • Campeonato Paulista: 2019, 2020 e 2021;
  • Copa do Brasil: 2016;
  • Supercopa do Brasil: 2022.

Investimento sério no futebol feminino

Um dos fatores que explicam o sucesso do Corinthians é a visão profissional no futebol feminino. Em 2020, o clube mudou a forma de contratação das jogadoras. Em vez de prestadoras de serviço, todas as Brabas tem contrato de trabalho tradicional, com carteira assinada.

Assim, elas têm acesso a todos os direitos, como pagamento de direitos de imagem e multa rescisória. A carteira assinada é comum no futebol masculino, mas rara entre as mulheres. Além disso, há investimentos em infraestrutura.

O projeto tem campo de treinamento próprio, academia e conta com categorias de base. Os times sub-17 e sub-20 disputam competições e revelam talentos para os profissionais, o que é importante para a sua competitividade.

Para completar, em maio, a Galera.Bet virou patrocinadora oficial do futebol feminino do Corinthians. Esse é mais um passo para conquistar a autossuficiência do projeto. O dinheiro movimentado pela categoria ainda está distante dos homens, mas as bases estão sendo construídas.

Números expressivos nas redes sociais

Fora dos gramados, as mulheres do Corinthians também recebem o apoio da torcida. O perfil no Instagram das Brabas foi o primeiro a atingir um milhão de seguidores no futebol feminino do Brasil. É o mais famoso de longe.

O Santos, com as Sereias da Vila, fica na segunda posição com 165 mil seguidores. Internacionalmente, o Corinthians está entre os cinco maiores perfis. Está empatado com o PSG e perde somente para Barcelona, Chelsea e Bayern.

Sucesso do Corinthians é combustível para rivais

O sucesso do Corinthians é um bom exemplo para os outros times, que começam a estruturar bons projetos no futebol feminino. Na atual edição do Brasileirão, as Brabas ocupam a terceira colocação — Internacional e Palmeiras estão à frente.

Os sete primeiros colocados do torneio são grandes clubes que montaram um time feminino. Até pouco tempo atrás, as potências da modalidade eram clubes de menor expressão ou projetos empresariais. Isso pode ser considerado um bom sinal.

Ainda há um longo caminho a ser percorrido, mas exemplos como o projeto do Corinthians trazem a esperança de que o futebol feminino possa realizar o seu potencial e, de fato, ser um esporte bem reconhecido e respeitado no Brasil.

Artigos Relacionados