Neymar cortado da Seleção Brasileira

Jogador chegou a se apresentar na Granja Comary mas não conseguiu se recuperar a tempo aos duelos.
Neymar
© Lucas Figueiredo / CBF

Um dia antes de jogo diante a Venezuela pelas Eliminatórias da Copa do Mundo no Catar 2022, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou o corte de Neymar Jr. 

“O jogador se apresentou na segunda-feira e, desde então, foi submetido a um trabalho intensivo de fisioterapia. Ele apresentou boa evolução, mas não suficiente para que estivesse disponível para o jogo contra o Uruguai”, comentou Rodrigo Lasmar, médico da Seleção. 

A comissão de Tite tinha expectativas que o jogador se cicatrizasse a tempo para o confronto da semana que vem. 

“Hoje, ao chegarmos em São Paulo, nós já tínhamos um exame programado de ultrassonografia para acompanharmos a resposta da sua cicatrização”, explicou Lasmar. 

Neymar sofreu lesão no último dia 28 de outubro, no confronto entre Paris Saint-Germain e Istanbul Basaksehir, em duelo válido pela fase de grupos da Liga dos Campeões. No dia seguinte, a imprensa francesa comentou que o craque revelado no Santos poderia desfalcar nas Eliminatórias. 

O jogador se apresentou à Seleção Brasileira ainda em fase de tratamento de uma lesão no músculo adutor da perna esquerda sofrida em jogo da Liga dos Campeões da Europa. 

A notícia fez a imprensa local criticar a atitude do staff da Seleção, colocando que colocaram a atitude de Tite com Neymar no fogo. 

É lógico que na França ninguém entenderá e Neymar sairá com uma imagem mais ruim do que está.  

Uma semana atrás, o técnico do PSG, Thomas Tuchel, disse que Neymar teria de fazer o tratamento da contusão e que sua participação estava vetada para os jogos internacionais. 

Algo totalmente ignorado pela CBF que manteve a convocação do atacante determinando sua presença em Teresópolis, onde fica localizado a Granja Comary. 

O histórico de atletas que recusaram a Seleção Brasileira costuma ser mal visto seja na imprensa, como na cúpula da casa. Boicotando o jogador e até nunca mais o convocando independe de seu status no futebol 

A Seleção Brasileira entra em campo nesta sexta-feira (13) para enfrentar a Venezuelaàs 21h30, no Estádio do Morumbi 

Quatro dias depoisem Montevidéu, o Brasil faz sua última partida do ano contra o Uruguai, no Estádio Centenárioàs 20 horas (Brasília).