Grupos são definidos e seleção brasileira feminina se prepara para a Copa América de 2022

Conheça também um pouco mais sobre a história da competição

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) sorteou no dia 7 de abril os grupos da Copa América Feminina de 2022. A seleção brasileira, que é a atual e maior campeã da competição, é a cabeça de chave do grupo B e vai em busca do seu oitavo título da história.

O grupo da seleção brasileira não será nada fácil, já que as rivais Argentina e Uruguai caíram no caminho das Guerreiras do Brasil.

A seleção, porém, vem se organizando bem para a competição mais importante da América do Sul. No dia 7 de abril, por exemplo, o Brasil fez boa apresentação e empatou com a forte seleção da Espanha pelo placar de 1 a 1. O jogo já fez parte da preparação canarinha para a Copa América e não contou com a participação, por exemplo, da craque Marta.

A nona edição da história da Copa América Feminina acontecerá na Colômbia, entre 8 e 30 de julho. Os jogos serão realizados em três cidades: Cali, Bucaramanga e Armênia. Toda a fase final do torneio será em Cali.

As dez seleções participantes foram separadas em dois grupos de cinco países em cada. As duas melhores de cada grupo avançam para as semifinais. A Copa América também vai servir como um tipo de eliminatória para a Copa do Mundo Feminina, que será realizada em 2023 na Austrália e na Nova Zelândia.

A campeã, a vice-campeã e a terceira colocada do torneio continental garantem vaga direta para o Mundial do ano que vem, já os terceiros colocados dos grupos A e B se enfrentam para decidir quem é o quinto colocado e, na sequência, enfrentar o quarto colocado da fase final como uma espécie de repescagem para a Copa.

O país que erguer o troféu da Copa América receberá US$ 1,5 milhões como premiação (cerca de R$ 7,1 milhões na cotação atual), já a vice fica com US$ 500 mil (R$ 2,3 milhões).

Os grupos da Copa América

Cabeça de chave, o Brasil ficou no chamado “grupo da morte” da competição, já que Argentina e Uruguai também estão no mesmo pote. Confira abaixo como ficaram os dois grupos da Copa América Feminina 2022.

Grupo A

  • Colômbia;
  • Chile;
  • Equador;
  • Paraguai;
  • Bolívia.

Grupo B

  • Brasil;
  • Peru;
  • Venezuela;
  • Argentina;
  • Uruguai.

Sobre a Copa América Feminina

A Copa América Feminina é o principal torneio entre seleções de futebol da América do Sul. Foi realizada pela primeira vez em 1991. Em dezembro de 2020, a Conmebol – responsável por toda a organização da competição – anunciou que o torneio seria realizado a cada dois anos, ao invés de a cada quatro anos, a partir da edição de 2022.

O Brasil é o maior campeão da história da Copa América Feminina, com 7 títulos. A Argentina vem na sequência, com apenas uma conquista. Confira abaixo como foram, detalhadamente, todas as edições da história dessa importante competição.

Ano

Sede

Campeão

Vice

1991 Brasil Brasil Chile
1995 Brasil Brasil Argentina
1998 Argentina Brasil Argentina
2003 Peru Brasil Argentina
2006 Argentina Argentina Brasil
2010 Equador Brasil Colômbia
2014 Equador Brasil Colômbia
2018 Chile Brasil Chile

O Brasil, portanto, perdeu apenas uma edição até hoje da Copa América Feminina. Por essa, e outras razões, a seleção tupiniquim é a grande favorita a vencer novamente o torneio.

A técnica Pia Sundhage deve convocar o Brasil para o torneio apenas no mês de maio. Mas o provável time titular da seleção – tomando como base o amistoso contra a Espanha – deve ser o seguinte: Lorena, Letícia Santos, Antônia, Tainara, Tamires, Angelina, Debinha, Marta, Kerolin, Geyse e Duda Santos.

Será que as jogadoras do Brasil vão conquistar o octacampeonato na Copa América de 2022? Fique ligado em tudo de mais importante sobre a seleção brasileira feminina aqui no Sambafoot.

Artigos Relacionados