O Brasil tem chance de vencer o ouro olímpico?

Modalidade conquistou o primeiro ouro apenas em 2016 na categoria masculina, mas existe chance de vencer em ambas as frentes?

A primeira grande chance que o Brasil bateu na trave foi no Maracanaço, a Copa do Mundo de 1950 perdida para o Uruguai foi crucial para uma mudança no futebol do país.

No profissional, a Seleção Brasileira masculina venceu cinco títulos, o último em 2002. No entanto, em 2014, teve em casa o seu fatídico 7 a 1 contra a Alemanha.

A oportunidade da vingança chegou em 2016, na final dos Jogos Olímpicos no Maracanã, o Brasil liderado por um já adulto Neymar, venceu e levou o país ao delírio… diante uma jovem Alemanha.

Existe chances de vencer o torneio masculino?

O Brasil participará pela décima terceira vez em sua história nos Jogos Olímpicos, com um rumo caótico durante o qual, a Seleção obteve resultados ótimos em 2008 e 2012 (a prata), mas também o Ouro como mencionado anteriormente em 2016.

Semifinalista em 1976 em Montreal, derrotado pela Polônia de Szarmach. Dois lugares de finalista nas edições de 1984 e 1988, em 1984 em Los Angeles, Dunga então jogador tinha perdido por 2 a 1 contra a França de Henri Michel, então quatro anos depois em Seul, mesmo resultado derrota por 2 a 1, apesar de um placar de abertura de Romário.

Em 1996, em Atlanta, foram os nigerianos de Kanu que bloquearam o acesso à final, vencendo por 4 a 3, o Brasil de Zagallo que ganhou o terceiro lugar após corrigir o Portugal de Daniel Kennedy, Dani e Nuno Gomes pelo placar de 5 a 0. Finalmente, em 2012, em Londres, foi o México que conquistou seu primeiro título olímpico por 2 a 1. Após um grande erro de Rafael ex-Lyon e Manchester United, Peralta não tinha sido convidado a abrir o placar, então mais uma vez a cabeçada de Peralta enganou o goleiro Gabriel para fazer 2 a 0.

No entanto, 2016, como dito, foi um ponto fora da curva, será que irá repetir isso? Para piorar a situação, o Flamengo e outros times se recusam a liberar os jogadores para servir o Brasil na competição. Mesmo assim, a CBF bateu o martelo e chamou Pedro e Gerson para atuarem na equipe.

E o feminino?

No feminino, o Brasil já teve chance, em 2004 e 2008, a equipe foi prata perdendo para os Estados Unidos na final. Em 2012 foi bronze, e, em 2016 ficou em quarto lugar ao perder para o Canadá na Neo Química Arena.

Desta vez, terá Pia Sundhage, algoz da equipe brasileira nas Olímpiadas de Pequim em 2008. A sueca comandava os Estados Unidos na época, e, quatro anos atrás tirou as brasileiras da final ao derrotá-las nos pênaltis na semifinal quando era técnica da seleção sueca.

Será que agora finalmente retornaremos ao pódio ou conseguiremos o ouro olímpico? Resultado contrário que este, pode vir a ser considerado fracasso.

Artigos Relacionados

fev 21, 2021
Balao Comentario 0
Comandadas de Pia Sundhage atuam bem em torneio com sede nos Estados Unidos.
fev 23, 2021
Balao Comentario 0
Lideradas por Marta, seis vezes melhor jogadora do mundo, brasileiras atuam bem, mas sofrem pelo contra-ataque para as estadunidenses que contaram com Meghan Rapinoe e Alex Morgan em campo.
maio 16, 2021
Balao Comentario 0
Os jogos estão válidos pelas eliminatórias da Copa do Mundo 2022 no Catar diante Equador e Paraguai.
jun 02, 2021
Balao Comentario 0
Com aval de Bolsonaro e CBF, Conmebol consegue decidir novo local após Colômbia e Argentina declinarem.
jun 07, 2021
Balao Comentario 0
Clima de tensão ronda o torneio mais antigo da América do Sul.
jun 12, 2021
Balao Comentario 0
Equipe canarinha mostra sua força antes de enfrentar o Canadá no duelo final antes da busca pelo Ouro Olímpico.