Grêmio confirma vende de Pepê ao Porto

Clube português assina com jóia gremista e paranaense reencontrará Everton Cebolinha, outra cria do Tricolor, em lados opostos.
Fluminense x Grêmio - Brasileirão 2020 - 08/11/2020
© Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Pepê teve os direitos econômicos vendidos ao Porto, de Portugal, mas permanecerá no Grêmio até o final de junho.

O atacante de 23 anos nascido no Paraná faz parte de uma nova leva e contínua de craques revelados no Tricolor Gaúcho. Em quatro anos surgiram Arthur Melo e Everton Cebolinha, ambos indicados ao Samba de Ouro.

A famosa “linha de produção”, nome dado ao belo trabalho na categoria de base da instituição gremista, já está com novos nomes a serem aproveitados como o caso de Léo Chú, cedido por empréstimo ao Ceará e o jovem Guilherme Azevedo. Ambos com 20 e 19 anos respectivamente.

Como já dito anteriormente, o interesse do clube português no astro brasileiro era constante e se pendurou por volta de 2020.

O valor líquido da transação é de 15 milhões de euros por 100% dos direitos econômicos do jogador.

O clube azul, preto e branco recebe aproximadamente 10 milhões de euros por 70% da negociação. O pagamento será dividido em quatro parcelas. Feitas entre junho e agosto de 2021 e janeiro e junho de 2022.

Os 30% restantes serão pagos ao Foz do Iguaçu, clube revelador. Os gaúchos permanecem com 12,5% dos direitos em caso de uma futura venda.

 

Pepê poderá atuar nas finais da Copa do Brasil contra o Palmeiras, nos dias 28 de fevereiro e 07 de março, sob uma espécie de “seguro lesão”, na qual cobre possíveis prejuízos caso isso ocorra.

Desde 2019, o jogador se tornou um dos grandes nomes gremistas, mas a função de protagonista se deu com a saída de Cebolinha ao Benfica. No qual será seu novo rival a partir de junho. Pelo Imortal, Pepê jogou 54 partidas e marcou 15 gols.