Portuguesa entra na Justiça Comum por vaga a Série A

Héverton é o pivô da polêmica envolvendo o rebaixamento do Brasileirão 2013
©

Clube quer anular julgamento do STJD que lhe tirou quatro pontos e salvou o Fluminense da queda

Demorou, mas aconteceu. A Portuguesa deu entrada com um processo na Justiça Comum para tentar anular o julgamento do STJD que tirou quatro pontos do clube e, dessa forma, o rebaixou para a Série B do Brasileirão – salvando o Fluminense.

O presidente da Lusa, Ilídio Lico, afirmou que foi pressionado para entrar na Justiça Comum para brigar pela Série A. O mandatário ainda comentou sobre o delicado momento financeiro vivido pelo clube – que seria amenizado com uma ajuda que a CBF daria, caso não houvesse ação na justiça.

– Fiquei muito pressionado. Não teve jeito. Mas vamos nessa. A situação financeira a gente vai ver como vai resolver. Estamos num momento muito difícil, e agora vamos brigar mesmo para voltar para a Série A. Fui convencido. Tinha decidido (não entrar na Justiça Comum), mas voltei atrás. Por isso é importante ouvir as pessoas com que a gente trabalha. Fui convencido porque a ajuda que eles (CBF) vão me dar não vai mudar a minha vida. Vamos ficar iguais. Então, vamos para a Justiça. Agora vai – declarou.