• Atlético Mineiro
  • Fluminense
  • Grêmio
  • São Paulo FC
  • Corinthians
  • Internacional
  • Vasco da Gama
  • Santos FC
  • Sport
  • Palmeiras
  • Atlético PR
  • Chapecoense
  • Ponte Preta
  • Avai
  • Cruzeiro
  • Flamengo
  • Figueirense
  • Goias
  • Coritiba
  • Joinville

Sem dinheiro de patrocinador, Iranduba teme ficar fora de Brasileirão feminino

Michael Dantas / ALLSPORTS
Em contato com a Sambafoot, companhia inglesa VeganNation garante que ajudará clube nos pagamentos. Empresa também deu calote em Remo, Paysandu e Nacional-AM.

O Iranduba, do amazonas, uma das principais equipes de futebol feminino do país tem passado sufocos para colocar as contas em dia. E corre riscos de ficar fora da primeira divisão após não receber o pagamento do patrocinador.

Entenda o caso

Em 2019, o Hulk da Amazônia, fechou acordo com a empresa VeganNation, do empresário israelense Isaac Thomas, com sede em Londres. A empresa especializada em alimentação vegana propôs o pagamento com base de cryptomoeda.

A ideia era oferecer um apoio as equipes do norte do país para frisar a sua campanha contra o desmatamento na região amazônica.

No entanto, as ‘vegancoins’ não foram validadas no ano passado e o clube do Amazonas está sofrendo o prejuízo, faz um ano e quatro meses que não recebe nenhum salário.

VeganNation diz estar em contato com o clube, presidente nega

Sambafoot entrou em contato com a empresa que garantiu que ajudará o time nas questões salariais conforme o acordado ano passado.

“A VeganNation se lamenta terrivelmente do episódio com o time feminino do Iranduba e sobre o salvamento da Floresta Amazônica. A empresa tem realizado todas as obrigações de contrato e está trabalhando com o presidente [Lauro Tentartini] para ajudá-lo em tudo que pudermos.”

A firma comentou estar em contato com o clube para sanar o problema o mais rápido possível.

“Nesta semana, o presidente da equipe de Iranduba lançou uma relação publica global elogiando nosso trabalho juntos para salvar a equipe e a floresta amazônica.” concluiu.

A declaração vai em contra a ponto da emitida pelo presidente do clube Lauro Tentartini ao GloboEsporte.com, ao revelar que não consegue sequer entrar em contato com o presidente da companhia.

"Todos os prazos que nos passaram se esgotaram sem nenhum pagamento. Se não houver pagamento, não vamos conseguir jogar." Suplicou.

Empresa deu cano em outras equipes amazônicas

Além do Iranduba, a VeganNation fechou parceria com Remo, Paysandu e Nacional-AM no mesmo período. Nem Remo e Paysandu receberam centavos da patrocinadora. Os acordos foram fechados com a campanha da empresa para salvar a Amazônia.

Mas, a situação é diferente porque as duas equipes obtêm maior divulgação e renda do que o time amazonense que corre riscos de ficar fora do campeonato.

Em 2017, em duelo válido pelas semifinais do Brasileirão feminino, a equipe mobilizou 25 mil pessoas comparecem à Arena da Amazônia, para ver a vitória do Santos por 2 a 1, de virada.

Na época, a notícia viralizou por conta da pouca divulgação e apoio que a modalidade sofre no país do futebol.

O time já disputou a Copa Libertadores e já teve em seu elenco nomes como o de Andressinha, atualmente no Corinthians e meia da Seleção Brasileira.

 
 

Ultimas notícias

  • Todas
  • Seleção
  • Clubes
  • Jogadores
prev
    next
    Betano

    Fórum de Futebol

      prev
      next
      To the top