• Atlético Mineiro
  • Fluminense
  • Grêmio
  • São Paulo FC
  • Corinthians
  • Internacional
  • Vasco da Gama
  • Santos FC
  • Sport
  • Palmeiras
  • Atlético PR
  • Chapecoense
  • Ponte Preta
  • Avai
  • Cruzeiro
  • Flamengo
  • Figueirense
  • Goias
  • Coritiba
  • Joinville

EXCLUSIVO: Abel Braga revela desejo de voltar ao futebol francês

Abel foi jogador e treinador na França
Photocamera
O técnico do Fluminense conversou com o SAMBAFOOT

Abel, você conhece bem a França, afinal jogou no Paris Saint-Germain e treinou o Olympique de Marselha. Como você descreve a sua relação com a França? Você tem contatos lá?

Eu tenho vários amigos lá fora, gosto muito do país. Paris é uma cidade linda, Marselha é extraordinária, eu gosto mesmo da França. Sou amigo de Patrick Blondeau, Jean-Michel Larqué (ex-jogadores franceses)... Nós nos falamos de tempos em tempos. Eu lamento, porque deixei a França num momento muito positivo para mim (refere-se a sua saída como técnico do Olympique). Mas quando Di Meco (ex-jogador, na época dirigente do OM), um grande amigo, deixou o clube, eu me senti obrigado a fazer a mesma coisa. Foi Di Meco que me fez ir para a França quando eu era treinador do Vasco.

O que você acha do futebol francês?

Eu acho que o Campeonato Francês evoluiu bastante. O jogo é rápido e técnico e há muitos bons jogadores. Eu assisti ao jogo entre Espanha x França e foi uma grande partida.

O que você acha dos investidores cataris no Paris Saint-Germain?

Eu acho uma boa coisa. Se eles têm um monte de dinheiro, têm que gastar! No Brasil a legislação impede que os clubes sejam comprados. Essa situação vai fazer crescer o clube, os jovens, o futebol do país... Eu não entendo por que as pessoas aqui são contra. Se você tem bons artistas para fazer o espetáculo, você vai ao teatro ou à ópera. No futebol, é a mesma coisa.

A sua imagem na França é muito boa. Você tem vontade de treinar de novo um clube francês? Se sim, qual?

Claro, claro. Eu estive em contato com o Bourdeaux depois da minha saída do Olympique de Marselha (em 2001). O Lyon também já entrou em contato comigo. Eu guardo Marselha e Paris no meu coração, por isso seria extraordinário para os meus filhos e para a minha esposa voltar para lá. Eu não teria como recusar. Eu espero, espero até me aposentar. Eu preciso aproveitar um pouco a vida também! Daqui a seis ou sete anos, eu me aposento.

 
 

Ultimas notícias

  • Todas
  • Seleção
  • Clubes
  • Jogadores
prev
    next

    Fórum de Futebol

    To the top