Corinthians anuncia Mancini como novo treinador

O comunicado do novo comandante gerou inafundáveis críticas de ídolos e torcedores, em momento que imprensa noticiava Felipão como um dos possíveis futuros técnicos do Timão.
Mancini - Atletico-GO
© Heber Gomes / Atlético Goianiense

Corinthians anunciou nessa segunda-feira (12), feriado de Dia Das Crianças, a contratação de Vagner Mancini como novo técnico do Timão. O anúncio veio depois da derrota por 2 a 0 ao Ceará na 15ª rodada do Brasileirão. 

No mesmo dia de revelar o novo chefe do banco de reservas, Mancini já conduziu o treino do Centro de Treinamentos Joaquim Grava. 

Mancini chega como o terceiro treinador a comandar a equipe paulista em 16 jogos. O Coringão começou com Tiago NunesexAthletico-PR, depois o demitiu e ficou com Dyego Coelho, treinador do sub-20, interinamente. 

Como a solução caseira não deu certo, a diretoria corintiana foi atrás de um nome acostumado com a missão de fugir contra a zona da degola: Vagner Mancini. 

Ídolo do Corinthians, antigo atacante da Seleção Brasileira e agora comentarista da emissora mais popular do país, Walter Casagrande questionou a contratação do treinador ao GE. 

“O problema emocional é muito mais grave que o problema da bola. Os times que estão lá em cima têm o emocional lá em cima. Quando o jogador perde a confiança, demora a recuperar. Não são jogadores jovens, mas sim nomes como Cássio, Fagner e Gil. Falta um ingrediente para fazer com que jogadores que já têm a história feita possam se motivar.” 

Para ele, Mancini não tem um perfil motivacional para jogadores que já ganharam Campeonato Brasileiro, Mundial da Fifa e até Copa Libertadores no time. 

“Não é algo simples. Por isso na minha opinião tinha que chegar um treinador do perfil do Felipão. O Mancini gosto dele, é um cara legal, mas qual a história do Mancini para motivar esses caras?”, questionou, em entrevista ao GloboEsporte.com. 

Além de não aprovação de ídolos, um dos assuntos que bombaram nas redes sociais, foi a quantidade de equipes rebaixadas que o profissional obtém.

 

Alguns torcedores colocaram as cinco quedas à sua conta. No entanto, dos cinco citados:  Guarani, em 2010, Ceará, em 2011, Sport de 2012, Botafogo, ainda em 2014 e Vitória, dois anos atrás.  

No entanto, foi apenas no Guarani e Fogão que Mancini disputou todas as 38 rodadas da competição. 

A missão de evitar o rebaixamento começa nesta quarta-feira, diante outro com sérios riscos de morar no Z4, o Athletico-PR, na Arena da Baixada, às 21h30. Será um duelo visando estreitamente fugir da zona da morte.  

Comentários

Icone Cinzento Balao Comentario
0