HONG KONG – Brasil 09/02/2005

O amistoso desta quarta-feira em que o Brasil goleou a Seleção de Hong Kong por 7 a 1 foi marcado pela reverência do público ao futebol brasileiro. Poucas vezes se viu em uma partida a torcida local aplaudir com tanto entusiasmo as jogadas e gols de uma seleção adversária como fizeram os chineses no Hong Kong Stadium.

Cada lance de efeito, um passe bem dado, um drible eram acompanhados pela manifestação de admiração. Roberto Carlos e Ronaldinho Gaúcho, principalmente, foram idolatrados antes e depois do jogo. O lateral do Real Madrid Madrid conseguiu a façanha de ser aplaudido intensamente duas vezes no bonito gol que marcou, o segundo do Brasil – primeiro, ao desferir a bomba que entrou no ângulo do goleiro chinês; logo em seguida, os aplausos vieram com a repetição do gol no telão do estádio.

Terminada a partida, Roberto Carlos foi cercado pelos jogadores de Hong Kong. Posou para fotos, foi abraçado e teve ainda de dar autógrafos para o juiz e os bandeirinhas. Um fato que pareceu inusitado, mas que o jogador diz ter acontecido anteriormente.

– No Real Madrid, já dei autógrafo para juiz. Na Seleção Brasileira, foi a primeira vez. Fico feliz, isso mostra que meu futebol é reconhecido – disse Roberto Carlos, que explicou ainda a maneira efusiva com que seu gol foi comemorado. O time todo correu para abraçá-lo.

– Não teve nenhum motivo especial. Foi apenas a demonstração da grande amizade que existe na Seleção.

Além da exibição de técnica que tanto encantou os chineses, o técnico Carlos Alberto Parreira viu no amistoso contra Hong Kong aspectos positivos dos quais certamente tirará proveito na preparação da equipe para os próximos jogos das Eliminatórias, contra Peru (27 de março) e Uruguai (30 de março).

– Independentemente do adversário, sempre se tira alguma proveito de um amistoso. Neste, se testou uma nova formação, que agradou principalmente pelo volume de jogo, pela intensa movimentação e pela rapidez na saída de bola.

Parreira destacou também o amistoso por ter proporcionado a volta de Emerson e Lúcio e a escalação bem-sucedida de Zé Roberto em uma nova função, agora mais recuado no meio-campo. E ainda por dar a Robinho a oportunidade de ser escalado de saída e poder participar de todo o tempo da partida.

– O Robinho é um talento comprovado. Mas tem se ser lançado no time sem pressa e sem a obrigação de decidir, como pôde aconteceu neste amistoso – explicou.

O JOGO

Na goleada de 7 a 1 sobre Hong Kong, no primeiro jogo do Brasil em 2005, os gols foram marcados por Lúcio, Roberto Carlos, Ricardo Oliveira (2), Ronaldinho, Robinho e Alex. Lee Ming fez o gol de Hong Kong.

A primeira etapa acabou com a vitória brasileira por 3 a 0. Aos 19 minutos, Lúcio completou de cabeça um cruzamento de Robinho e abriu o placar, marcando seu primeiro gol com a camisa verde e amarela. Dez minutos depois Roberto Carlos chutou forte de fora da área e fez o segundo gol. Aos 46 minutos, Ricardo Oliveira recebeu na entrada da grande área e chutou com efeito para marcar o terceiro do Brasil.

Na segundao tempo, Ronaldinho Gaúcho marcou logo aos 4 minutos. Após tabelar com Robinho na entrada da grande área, o atacante dividiu com a defesa de Hong Kong e encobriu o goleiro, em um belo lance. Aos 11 minutos, Ricardo Oliveira completou cruzamento de Juninho Pernambucano e fez o quinto gol.

Robinho marcou aos 32 minutos também o seu primeiro gol pela Seleção, após cabeçear bola cruzada por Júlio Baptista. Aos 34 minutos, Alex bateu pênalti sofrido por Júlio Baptista e fez o sétimo gol brasileiro. Aos 40 minutos, Lee Ming concluiu após disputa na área brasileira e fez o gol de Hong Kong, intensamente comeorado por todo o time. Lee Ming, inclusive, foi a estrela do laod de Honge Kong na entervista coletiva depois da partida – conedeu inúmeras entrevistas, explicando repetidas vezes o feito de ter marcado um gol no Brasil.

Os dois próximos compromissos da Seleção Brasileira serão em março pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O Brasil enfrenta o Peru em Goiânia, no dia 27 de março, e no dia 30 joga em Mondevidéu contra o Uruguai.

HONG KONG
1
Bandeira Brasil
Brasil
7
Data: 2/9/2005
Seleção: Time principal
País: HONG KONG (Hong Kong)
Estádio: Hong Kong Stadium
Competição: Jogos amistosos
Árbitro: M. Chow Wai Sun [Hong Kong]