Tecnologia do Palmeiras “prende” 28 criminosos; entenda

A presidente Leila Pereira implementou um sistema de biometria no Allianz Parque
por
Lucca Merice
2023-09-23 02:56:13

 

O sistema de biometria facial implementado pelo Palmeiras no Allianz Parque desempenhou um papel importante na prisão de 28 criminosos em uma ação conjunta da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) e do clube.

 

O que aconteceu?

 

> A ação policial, que contou com a colaboração do Palmeiras, resultou não apenas nas prisões, mas também na interceptação de 42 pessoas que estavam descumprindo medidas judiciais e foram impedidas de entrar no estádio. Essas pessoas foram notificadas e encaminhadas à vara de custódia.

> Os mandados de prisão cumpridos durante a operação estavam relacionados a crimes como roubo, peculato, furto e tráfico de entorpecentes, abrangendo diversos estados.

> A tecnologia de biometria facial implementada pelo Palmeiras garante que o titular do CPF responsável pela compra do ingresso seja a mesma pessoa que efetivamente entra no estádio. Isso representa uma melhoria significativa em relação aos bilhetes físicos ou códigos de barras, que podem ser facilmente transferidos ou revendidos de forma irregular.

 

VEJA TAMBÉM:

++ Veja o gol de João Pedro que garantiu a vitória do Grêmio contra o Palmeiras

++ Palmeiras defende sete anos de invencibilidade contra o Grêmio no Sul

++ Veja os memes de Grêmio 1 x 0 Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro

Aproveite e siga o Sambafoot no Instagram, no Twitter e no Facebook!

 

A decisão de implementar a biometria facial no Allianz Parque foi tomada por Leila Pereira, presidente do Palmeiras. A diretora acredita que essa ferramenta combate a venda ilegal de ingressos para os jogos do clube, contribuindo para garantir a segurança e a integridade do público que frequenta o estádio.