Santos: novo presidente diz que nenhum jogador vai usar camisa 10 na Série B

Marcelo Teixeira foi eleito para seu terceiro mandato neste sábado (9)
2023-12-09 22:36:48

O empresário Marcelo Teixeira foi eleito presidente do Santos para os próximos três anos e uma das suas primeiras ações no comando do Peixe foi confirmar que nenhum jogador vai usar a camisa 10 durante a disputa da Série B.

O que você precisa saber?

> Eleito com 53% dos votos (4.762), Marcelo Teixeira deu sua primeira entrevista como presidente do Santos após o resultado oficial do pleito, na Vila Belmiro.

> O empresário vai assumir o cargo em 1º de janeiro de 2024 e segundo o mandatário, nenhum jogador vai usar a mística camisa usada pelo Rei Pelé enquanto o Peixe ficar na segunda divisão.

> Atualmente, o atacante venezuelano Yeferson Soteldo usa o número 10 do Santos, mas não deve continuar na Vila Belmiro em 2024.

VEJA TAMBÉM:

++ Veja detalhes do retorno de Marcelo Teixeira
++ Torcedores de organizadas invadiram ginásio e interromperam eleição do Santos
++ Andrés Rueda admite erros e lamenta rebaixamento: “Dor que vai me acompanhar para sempre”
Aproveite e siga o Sambafoot no Facebook, no Instagram e no Twitter!

– Nós vamos propor ao Conselho Deliberativo. No Campeonato Paulista vamos atuar normalmente com a camisa 10. No Campeonato Brasileiro, enquanto não subir, estar no seu patamar digno, nós não atuaremos com a camisa 10… Já que neste ano tivemos a homenagem do campeonato ao Rei Pelé, continuaremos nessa missão. Nós voltaremos à primeira divisão. Enquanto não voltarmos, o Santos não utilizará a camisa mais gloriosa da sua história, a camisa 10 – afirmou o presidente eleito.

De volta para seu terceiro mandato, Marcelo Teixeira tem como principal missão recolocar o Santos na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Para isso, o empresário vai lutar para reduzir as dívidas e reformular o elenco, já que o Peixe vai sofrer uma queda de receitas na próxima temporada.

Como foi a eleição

Com mais de 16 mil sócios aptos a votar, apenas 8.858 foram às urnas. Marcelo Teixeira venceu com 4.762 votos contra 1.378 de Maurício Maruca, 1.072 de Rodrigo Marino, 1.011 de Ricardo Agostinho e 562 de Wladimir Mattos. O pleito ainda contou com 22 votos brancos e 50 nulos.