Quais os clubes da base dos convocados por Tite?

Até a última Data Fifa de 2021, o técnico Tite convocou um total de 46 jogadores para representar o Brasil nas eliminatórias para a Copa do Catar.

Hoje, a maioria atua fora do país, mas onde esses atletas jogaram nas categorias de base?

Há um fato curioso: entre todos os convocados, um deles não se profissionalizou no país. Dispensado por telefone pelo São Paulo, Ederson foi para Portugal com 15 anos e desenvolveu-se no Benfica. Mesmo sem o goleiro nas contas, o Tricolor Paulista é o clube que mais “criou” jogadores para esta Seleção.

São cinco os atletas que fizeram parte das categorias de base no Morumbi: o goleiro Éverson, os zagueiros Rodrigo Caio e Éder Militão, o meia Casemiro e o atacante Antony.

E, só para esclarecer o método utilizado nesta pesquisa, é considerado clube formador o último time em que o jogador atuou antes de fazer seu primeiro contrato profissional. Por isso, Roberto Firmino aparece como formado no Figueirense, pois saiu do CRB para o sub-17 do Figueira.

Grandes paulistas dominam

Além do São Paulo, com suas cinco “crias”, aparecem no topo, com quatro jogadores cada, Santos e Corinthians. Enquanto o Peixe destaca-se por revelar jogadores ofensivos, o Timão mostra competência com jogadores mais recuados. São 3 atacantes santistas (Neymar, Gabriel Barbosa e Rodrygo) contra um goleiro e dois defensores do alvinegro (Weverton, Marquinhos e Guilherme Arana).

Logo atrás aparecem dois tradicionais clubes do Rio de Janeiro: Fluminense e Vasco. Assim como os dois, o Athletico também possui três jogadores formados em sua base entre os convocados de Tite.

Times tradicionais representados

Os outros clubes que formaram jogadores que já fizeram parte da Seleção nestas eliminatórias são Flamengo, Palmeiras, Internacional, Grêmio, América-MG e Coritiba (2 cada); e Bahia, Vitória, Ceará, Juventude, Caxias, Avaí, Figueirense, Ponte Preta, Desportivo Brasil, Audax Osasco, União Mogi e Benfica.

É interessante notar que grandes clubes do nosso futebol que hoje atravessam péssimas fases não possuem nenhum nome na lista. O destaque vai para Cruzeiro e Botafogo. O time da Estrela Solitária, inclusive, foi o clube que mais cedeu jogadores na história da Seleção durante o século passado.

Onde se formaram os mais escalados

É difícil escalar o time titular da Seleção. Há nomes certos, mas há outros atletas que entram bastante em campo devido a lesões dos titulares e por opções táticas de Tite, que testa diferentes formações e estratégias em busca de um melhor futebol para o Brasil, que hoje é um time entediante em campo.

A defesa é onde o treinador tem variado menos os nomes, mas ainda há um certo rodízio entre os goleiros. Nos 10 primeiros jogos, Alisson foi titular em quatro oportunidades, mesmo número de Weverton. Ederson foi o “camisa 1” em duas partidas. Quando a dupla que joga na Inglaterra não se apresentou na Data Fifa de setembro, o arqueiro palmeirense foi o titular. Mas, quando tem todos à disposição, Tite prefere o goleiro do Liverpool.

Na zaga, os quatro nomes mais presentes são Danilo (jogou todas as 10 partidas) e Alex Sandro (5 jogos) nas laterais e Marquinhos (8 participações) e Éder Militão (5 partidas) no miolo.

Talvez o nome em que Tite mais confia, além de Neymar, é claro, seja o de Casemiro. Mas o meio-campo da Seleção é o que mais tem alterações, inclusive no sistema de jogo. Contra o Paraguai, por exemplo, o treinador escalou como meias os atacantes Gabriel Jesus e Richarlison, com Firmino e Neymar no comando do ataque.

Pegando, então, os jogadores de meio e ataque que foram mais vezes titulares, temos, na armação, Casemiro (6 jogos), Lucas Paquetá (6 partidas) e Everton Ribeiro (6 titularidades) e, no ataque, Neymar (7 jogos), Gabriel Barbosa (6 partidas) e Gabriel Jesus (6 jogos).

Assim, podemos dizer que o “onze” preferido de Tite fica assim:

Jogador Posição Time formador
Alisson Goleiro Internacional
Danilo Lateral-direito América-MG
Marquinhos Zagueiro Corinthians
Éder Militão Zagueiro São Paulo
Alex Sandro Lateral-esquerdo Athletico-PR
Casemiro Meia São Paulo
Lucas Paquetá Meia Flamengo
Éverton Ribeiro Meia Corinthians
Neymar Atacante Santos
Gabriel Barbosa Atacante Santos
Gabriel Jesus Atacante Palmeiras

É difícil imaginar um time titular assim, com Casemiro fazendo, sozinho, a contenção. Mas, enquanto Tite não se decide pelo 11 titular da Seleção, apresentamos os jogadores com mais minutos nestas eliminatórias com a Amarelinha.

Artigos Relacionados

maio 16, 2021
Balao Comentario 0
Os jogos estão válidos pelas eliminatórias da Copa do Mundo 2022 no Catar diante Equador e Paraguai.
nov 01, 2021
Balao Comentario 0
Quando Tite tiver todos os jogadores da Seleção à sua disposição, o treinador poderá escalar um time avaliado em R$3,6 bilhões.
nov 06, 2021
Balao Comentario 0
Jogadores de peso retornam para ajudar a carimbar a vaga da seleção no mundial
nov 22, 2021
Balao Comentario 0
Adenor Leonardo Bachi, o Tite, é gaúcho natural de Caxias do Sul. Tem 60 anos e comanda a seleção brasileira desde junho de 2016.