Pia Sundhage convoca Seleção Brasileira Feminina com olhar para o futuro

Renovação de Pia até 2024 e chamada de jovens representa que o futuro do futebol feminino está em boas mãos.
CBF - PIA SUNDHAGE
© Mariana Sá / CBF

A técnica sueca Pia Sundhage convocou nomes para representar o Brasil no torneio She Believes Cup na última quinta-feira (29), mas o que chama a atenção são os planos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no futebol feminino.

O She Believes Cup é um campeonato que reúne quatro seleções convidadas, é jogado nos Estados Unidos anualmente.

Logo de início o presidente da CBF, Rogério Caboclo tomou voz para anunciar que a CBF havia chegado em um acordo para a treinadora continuar até o fim de 2021. Com isso, Sundhage atuará nos próximos dois Jogos Olímpicos, em 2021 e 2014, como também na Copa do Mundo Feminina na Austrália em 2023.

A casa apresentou números de 72% de aproveitamento de Pia à frente da Seleção Brasileira.

A sueca convocou novas atletas com destaque para Giovana (17 anos) do FC Barcelona e Ivana Fuso, jogadora de 19 anos nascida em Salvador (BA), mas radicalizada da Alemanha, a atleta do Manchester United jogou as divisões inferiores na Seleção Alemã e foi a maior novidade entre as convocadas.

Meio campista e com excelente visão de jogo, a comissão técnica do Brasil já dava indícios que a chamaria. Lillie Persson, auxiliar que monitora as atletas que jogam no futebol europeu já havia comentado sobre Fuso em sua conta pessoal do Twitter.

Pia foi questionada sobre o porquê chamar a jogadora do Red Devils e respondeu sucintamente.

“Eu vi a Ivana quando estava na Sub-17 com a Suécia e a assisti jogando quando era capitã com a Alemanha. E ela é uma jogadora muito forte, ela para o futuro será muito importante. E como ficarei aqui por mais tempo, é muito bom analisar esse tipo de atleta”, completou.

Parece que Pia Sundhage não só olha como o futuro, como já começou a trabalhar nele.