Eduardo Coudet deixa o comando do Inter rumo a Espanha

De acordo com imprensa espanhola, argentino está de malas prontas ao Celta de Vigo.
Eduardo Coudet - SCI
© Ricardo Duarte/ Sport Club Internacional

Mesmo liderando o Brasileirão e vivo na Taça Libertadores, Eduardo Coudet pediu para sair do Internacional de Porto Alegre. O pedido saiu após o empate por 2 a 2 diante o Coritiba no domingo.  

Quem deu o furo foi a imprensa espanhola que noticiou o acordo de sua ida ao Celta de Vigo como tudo certo.

O clube espanhol informou que Óscar Garcia não dirigiria mais a equipe.  

O distanciamento de Coudet com a diretoria do Inter que havia prometido um elenco competitivo era claro. Mas os dirigentes não acreditavam em uma eventual saída. 

“Só para recordar: o projeto Eduardo Coudet começou no ano passado, quando o Inter foi a Buenos Aires, pagou uma multa rescisória para ter o profissional e a comissão no ano de 2020 e 2021, acreditando em um projeto de longo prazo.”, comentou. 

Para ele, o pedido saiu de Coudet que não havia demonstrado que tomaria tal decisão 

“Ontem, depois da coletiva, fomos surpreendidos com um pedido de demissão de forma irrevogável”, declarou o presidente colorado Marcelo Medeiros. 

De acordo com o “GE”, a direção do vermelho do Rio Grande do Sul está tudo certo com Abel Braga 

A informação não animou a torcida do Inter e os dirigentes resolveram adotar um tom de cautela e até agora não relataram nada sobre o assunto. 

Coudet deixa o Inter na liderança do Brasileirão e classificado para as oitavas de final da Libertadores e quartas da Copa do Brasil. Em 46 jogos, soma 24 vitórias, 13 empates e nove derrotas, com aproveitamento de 61,5%. 

O hermano ganhou notoriedade com o Racing, onde venceu o Campeonato Argentino de 2019.