Conmebol muda data da semifinal da Copa Sul-americana por conta da Covid-19

Confederação de futebol da América do Sul cancela o evento e muda o local e horário.
Sudamericana
© Conmebol

O jogo marcado para esta sexta-feira (8), entre Defensa y Justicia da Argentina e Coquimbo Unido do Chile foi cancelado devido as autoridades chilenas não liberarem por imediato e terem que entrar de quarentena para atuar no país. Assim, o jogo foi colocado para o dia 12 de janeiro, em Assunção, Paraguai.

“Dependendo da decisão das autoridades chilenas de declarar todos os passageiros no voo fretado da delegação de Defesa e Justiça como contatos próximos de positivos, e que, portanto, devem cumprir as medidas de isolamento, a festa marcada para hoje entre Coquimbo Unido (CHI) x Defensa y Justicia (ARG) para as semifinais da CONMEBOL Sul-Americana 2020 está suspensa.”, comentou a entidade.

A Covid-19 é uma epidemia mundial que tem preocupado países do mundo afora e na América Latina também.

No entanto, a Confederação Sul-Americana não quis saber e bateu o martelo para o jogo acontecer, mesmo em outro país.

A instituição comentou que os testes foram realizados antes, porém os resultados fornecidos só no dia 7. E de acordo com a mesma “a determinação de declarar toda a delegação isoladamente foi comunicada apenas duas horas antes do início da partida”.

Confira o comunicado da Conmebol:

“A CONMEBOL informou aos clubes Coquimbo Unido (Chile) e Defensa y Justicia (Argentina) que a primeira partida das semifinais da CONMEBOL Sul-Americana será disputada em Assunção, no palco e horário a ser confirmado.

Esta decisão é tomada pela entidade-mãe do futebol sul-americano depois que as autoridades chilenas decidiram aplicar uma quarentena de saúde a toda a delegação de Defesa e Justiça, uma equipe que teve que enfrentar Coquimbo Unido em Santiago esta noite. Todos os passageiros do voo fretado que levou o clube argentino são considerados pelas autoridades chilenas como “contatos próximos” de três casos positivos de COVID 19. Nessas condições, sob regime de isolamento, fica claro que não é possível realizar a reunião esportiva.”