Como fica, Conmebol? Equipe do Flamengo é alvo de racismo em partida da Libertadores.

Infelizmente, a partida entre Flamengo e Olimpia na última quarta-feira (11) foi marcada por mais um caso de racismo no futebol.

Em partida válida pela fase das quartas de finais da Libertadores da América, o Rubro Negro viajou ao Paraguai e venceu a partida por 4 a 1, com gols de Arrascaeta, Vitinho e Gabigol, que balançou as redes duas vezes.

Porém, a goleada acabou sendo ofuscada por uma partida repleta de problemas, intervenção do VAR e um choque que acabou gerando cenas lamentáveis de racismo por parte da torcida do Olimpia.

Jogo esquenta logo no primeiro tempo

O Flamengo abriu o placar aos 15 minutos, com gol de Arrascaeta. Ainda no primeiro tempo, foi justamente ele o envolvido no lance que gerou toda a polêmica.

Em uma disputa de bola, Arrascaeta acabou tendo um choque involuntário com Salazar, quando seu braço atingiu o rosto do zagueiro.

A ambulância precisou entrar em campo para realizar o atendimento do jogador, o que gerou enorme apreensão por parte das duas equipes e paralisou a partida por cerca de 10 minutos.

Quando a bola voltou a rolar, o time do Olimpia começou a entrar mais duro nas disputas de bola e a torcida também reagiu de forma lamentável, gritando frases racistas contra os jogadores do Flamengo.

A situação acabou chegando ao ponto de mensagens serem enviadas pelos alto-falantes do estádio durante o intervalo para pedir calma a torcida e que cessassem as manifestações racistas contra os jogadores brasileiros.

O goleiro reserva do Rubro Negro foi um dos jogadores que utilizou suas redes sociais para manifestar sua revolta contra o comportamento da torcida do Olimpia, e Gabigol chegou a atravessar o campo para tirar satisfação com o representante da Conmebol.

Em entrevista coletiva, o técnico Renato Gaúcho também comentou sobre o fato:

“Infelizmente tem acontecido no mundo isso, injúria racial. Cobrei muito do quarto árbitro, do delegado do jogo, passamos para a nossa diretoria. Eles vão tomar as devidas providências.”

A resposta da Conmebol

A Conmebol, organização responsável pela organização da Libertadores, anunciou na última quinta-feira (12) que abrirá um procedimento disciplinar no intuito de apurar as injúrias racistas recebidas pelos jogadores do Flamengo por parte da torcida do Olimpia.

Uma vez instaurada, o Olimpia será notificado e receberá um prazo para apresentar sua defesa. Baseando-se nisso e nas provas que foram recolhidas via vídeos compartilhados nas redes sociais por torcedores paraguaios, a Conmebol deve estabelecer qual será a punição, que não deve sair antes da partida de volta entre as duas equipes.

Reveja alguns casos atuais de racismo no futebol brasileiro

Mesmo já havendo uma legislação vigente no Brasil contra injurias raciais, dentro do futebol ainda existem inúmeros casos de racismo e uma mentalidade que precisa mudar.

Um dos casos mais conhecidos aconteceu com o volante Gerson, do próprio Flamengo, que acabou recebendo injurias raciais do meia Índio Ramirez, do Bahia, em uma partida válida pelo Campeonato Brasileiro em 2020.

Outro caso de racismo que chamou a atenção aconteceu em 2019, em uma partida entre Grêmio em Fluminense, onde a torcida do time gaúcho proferiu xingamentos racistas contra colombiano Yoni Gonzáles.

Também é importante destacar um caso que aconteceu em 2014 na Espanha, envolvendo o jogador brasileiro Daniel Alves, do Barcelona.

Decisivo para a vitória contra o Villareal, Daniel Alves recebeu uma série de insultos racistas da torcida adversária, que chegou a atirar bananas no gramado. O jogador chegou a comer uma delas para responder as ofensas.

Diante de todos esses exemplos e vários outros casos que acabam manchando a imagem do futebol, é essencial que as organizações responsáveis atuem de forma mais firme para conter e punir os casos de racismo no futebol.

Artigos Relacionados

nov 10, 2020
Balao Comentario 0
Rubro-negro desembolsará cerca de um milhão de reais para contratar o treinador com a defesa menos vazada do Brasileirão.
nov 22, 2020
Balao Comentario 0
O algoz em muitas temporadas do Fla, não tomou conhecimento e foi engolido na primeira vitória de Rogério Ceni no comando do clube.
nov 19, 2020
Balao Comentario 0
Rogério Ceni e Rubro-negro carioca não sabem o que é vencer a equipe comandada por Fernando Diniz.
nov 15, 2020
Balao Comentario 0
Rubro-negro carioca amarga o quarto jogo sem saber o caminho das vitórias.
nov 09, 2020
Balao Comentario 0
Mesmo em terceiro do Brasileirão, catalão cai sob críticas de torcida, imprensa e até do ídolo Zico.
nov 09, 2020
Balao Comentario 0
Flamengo soma a pior defesa e um recorde de oito tentos sofridos em apenas duas partidas seguidas.