Com um Gabriel na defesa e outro no ataque, Arsenal decola

O Arsenal vive uma grande fase na Premier League. Com três vitórias em sequência, a equipe alcançou o Top 4 na tabela e briga para voltar à Champions League. Por trás dessa campanha, a ajuda de dois brasileiros com o mesmo nome é fundamental: Gabriel Martinelli e Gabriel Magalhães.

O Arsenal vive uma grande fase na Premier League. Com três vitórias em sequência, a equipe alcançou o Top 4 na tabela e briga para voltar à Champions League. Por trás dessa campanha, a ajuda de dois brasileiros com o mesmo nome é fundamental: Gabriel Martinelli e Gabriel Magalhães.

Martinelli é um atacante promissor que encanta a torcida desde que chegou ao clube, mas agora ganhou uma sequência como titular e não decepcionou. Nos últimos seis jogos, são quatro gols e duas assistências — foram dois na vitória por 4 a 1 sobre o Leeds, no final de semana.

O jogador esperou pela sua oportunidade atrás de nomes como Pierre-Emerick Aubameyang e Alexandre Lacazette, mas agora que ela veio, não deve sair do time tão cedo. Ainda em 2019, quando aparecia em alguns jogos da equipe, recebeu o apelido de “Gabi Goal” pelo seu poderio ofensivo, mas só agora se consolidou no time principal.

Em junho de 2020, sofreu uma grave lesão durante um treinamento e passou por cirurgia. Retornou apenas no fim do ano, mas recuperou seu bom futebol e é um dos motores do ataque do Arsenal.

“Como eu sempre digo, nós temos um time jovem, mas um time muito forte. Estamos juntos como um time e estamos juntos com os fãs também”, disse o camisa 35 ao site oficial do Arsenal depois da última vitória.

Defesa sólida com Gabriel Magalhães

O xará de Martinelli, Gabriel Magalhães, chegou ao clube em 2020 e, desde a quarta rodada, assumiu a titularidade na defesa dos Gunners. Atualmente, forma uma dupla respeitável com Ben White, que chegou do Brighton esse ano.

Os números confirmam a boa fase. Em 15 partidas, são 8 clean sheets (jogos sem sofrer gols) e um gol marcado, após assistência do xará brasileiro. Canhoto, o jogador traz uma versatilidade importante para o sistema defensivo do time londrino, que sofre muitos gols no campeonato.

Apesar da sua altura (1.90m), o zagueiro é rápido e consegue se destacar nas bolas aéreas. Além disso, é um jogador técnico que sai bem com a bola, reconhecido pela sua distribuição de jogo desde os tempos de Lille.

Na disputa interna, Magalhães ficou com uma das vagas que já foi de Pablo Marí. O zagueiro espanhol campeão pelo Flamengo perdeu espaço e pode até ser negociado. O bom momento levou o brasileiro até ao Team Of The Week do FIFA 22, que cria cartas especiais para os jogadores que se destacaram durante a semana.

O curioso é que ele não é o primeiro brasileiro chamado Gabriel a ser titular na defesa do Arsenal. Entre 2015 e 2017, Gabriel Paulista defendeu as cores do clube depois de passagens por Vitória e Villarreal. Desde 2017, ele joga no Valencia e até se naturalizou espanhol, de olho em uma possível convocação para a seleção.

Gunners se recuperam na tabela

O Arsenal teve um começo irregular na Premier League e ficou no meio da tabela. O técnico Mikel Arteta teve seu trabalho contestado e ficou na corda bamba, mas os Gunners conseguiram se recuperar. Um dos motivos foi a aposta em Gabriel Martinelli, que foi promovido a titular e marcou três gols nas três vitórias seguidas que a equipe conseguiu.

Assim, o Arsenal alcançou o G-4 da Premier League, que garante a vaga para a UEFA Champions League. A última vez em que o clube londrino conseguiu terminar entre os quatro primeiros foi na temporada 2015-2016, quando foi vice-campeão para a sensação Leicester.
Desde então, ficou de fora em todos os anos e, na temporada 2020-2021, amargou a oitava colocação e ficou sem vaga para competições internacionais. Portanto, a boa fase da dupla brasileira é fundamental para colocar o Arsenal de volta à briga por uma vaga na Champions.

Alternativas para Tite na Seleção Brasileira

Na defesa da Seleção Brasileira, uma vaga está em aberto. Lucas Veríssimo foi peça constante na lista de Tite durante o ano, mas se lesionou gravemente e só deve voltar a jogar no segundo semestre de 2022. Gabriel Magalhães foi chamado pela primeira vez no seu lugar, mas não entrou em campo nas partidas contra Colômbia e Argentina.

Porém, a concorrência promete ser forte para a próxima lista. Além de Gabriel, outros nomes também se destacam no futebol europeu, como Felipe (Atlético de Madrid) e Diego Carlos (Sevilla). Esse último foi um dos jogadores acima de 24 anos nas Olimpíadas de Tóquio.

Gabriel Magalhães tinha idade olímpica e foi convocado por André Jardine, mas acabou de fora por uma lesão no joelho e não participou do grupo. Porém, pela sua grande temporada no Arsenal, tem grandes chances de ser chamado novamente para a Seleção Principal.

Outro jogador que estava no Japão e conquistou a medalha de ouro foi Gabriel Martinelli. Ele ficou como opção no banco de reservas e não entrou em campo na final contra a Espanha, mas aos 20 anos é um nome que está no radar de Tite, principalmente pelos gols na Inglaterra.

Anteriormente, existia a possibilidade de o atacante defender a Itália, algo relativamente comum nas últimas décadas. Contudo, a convocação para a Seleção Olímpica afastou esse risco e Martinelli deve ser figura carimbada nos próximos anos com a Amarelinha.

Início de carreira parecido

Os dois “Gabriéis” não são muito conhecidos pelo público brasileiro, porque deixaram o nosso futebol bem cedo. Na realidade, nenhum dos dois jogadores teve uma carreira consolidada no profissional e logo foram vendidos para o exterior.

Artigos Relacionados

dez 24, 2020
Balao Comentario 0
Gooners vão para o natal com o pior início na história da Premier, enquanto City sorri e fica mais calmo, com direito a gol de brasileiro
jan 28, 2021
Balao Comentario 0
Jogador não se firmou no Real Madrid e chega ao clube londrino com status de aposta.
mar 22, 2021
Balao Comentario 0
A dupla brasileira David Luiz e Gabriel Magalhães estreou na defesa ao lado de Mikel Arteta.