Bola na rede! As goleadas mais marcantes do futebol brasileiro e mundial

Resultados impressionantes já foram registrados ao redor do mundo

A “goleada”, no futebol, todo mundo sabe: quer dizer uma vitória por ampla diferença de gols. Embora não haja um consenso, a maioria dos comentaristas e profissionais do esporte classifica como goleada a vitória a partir de três gols de diferença. Mas há, também, os que consideram ser o caso apenas a partir de quatro gols de diferença. E tem, ainda, os que acham que um placar com muitos gols em uma partida, como 5×3, por exemplo, já deveria ser considerado goleada.

O fato é: o gol é o momento mais importante em uma partida de futebol. E a quantidade de gols é a garantia de um jogo, no mínimo, empolgante. O assunto voltou à tona nas últimas semanas, depois da goleada histórica do Borussia Monchengladbach por 5 a 0 sobre o gigante Bayern de Munique, em partida válida pela Copa da Alemanha. Os brasileiros também não têm como esquecer a vergonhosa derrota da seleção para a Alemanha na Copa do Mundo de 2014, quando perdeu por 7 a 1. Resultados como esses, porém, estão cada vez menos comuns no futebol, já que os times se preocupam muito mais em defender do que em atacar.

Mas quais são as maiores goleadas da história do futebol? Abaixo, você confere os resultados mais expressivos dentro das quatro linhas ao redor do mundo, além de curiosidades sobre placares elásticos no futebol brasileiro.

As maiores goleadas de sempre

Vale destacar que algumas partidas poderiam ser consideradas históricas caso não tivessem sido anuladas. Em 2002, durante o campeonato nacional de Madagascar, o Adema venceu o L’Emyrne por incríveis 149 a 0. A partida, porém, foi anulada dias depois, pois o segundo clube, em forma de protesto contra a arbitragem local, fez todos os gols atacando a própria baliza. O time foi punido e ficou três anos sem poder disputar o torneio.

Na segunda divisão nigeriana, em 2013, dois incríveis resultados aconteceram no mesmo dia e beneficiaram os vencedores com uma vaga na primeira divisão do país: o Plateau United derrotou o Akurba pelo placar de 79 a 0, enquanto o Police Machine goleou o Bubayaro por 67 a 0. A Federação Nigeriana, contudo, encontrou evidências de que os times perdedores foram comprados e perderam de propósito. As partidas foram anuladas e os clubes foram suspensos por dez anos – e ainda não podem disputar partidas oficiais no país.

Veja, no gráfico abaixo, as dez maiores goleadas válidas do futebol disputadas em partidas oficiais:

 

RANKING

PARTIDA

ANO

COMPETIÇÃO

1 Vanuatu 46×0 Micronésia 2015 Jogos do Pacífico
2 Pelileo 44×1 Indi Native 2016 Campeonato Equatoriano 3ª Divisão
3 Fiji 38×0 Micronésia 2015 Jogos do Pacífico
4 Arbroath 36×0 Bon Accord 1885 Copa da Escócia
5 Dundee Harp 35×0 Aberdeen 1885 Copa da Escócia
6 Austrália 31×0 Samoa Americana
Paide 31×0 JKR
2001 2015 Eliminatórias para a Copa de 2002
Copa da Estônia
7 Taiti 30×0 Ilhas Cook 1971 Jogos do Pacífico
8 Pago Youth 27×0 Black Roses 2019 Campeonato de Samoa Americana
9 Preston 26×0 Hyde 1887 Copa da Inglaterra
10 BoG Strikers 25×1 Haya 2018 Campeonato de Guam

jogadores em campo

E no Brasil?

O futebol brasileiro não apareceu entre as maiores goleadas de sempre do futebol, mas isso não quer dizer que nunca tivemos placares extravagantes por aqui. No gráfico abaixo, listamos as dez maiores goleadas da história do futebol brasileiro em partidas oficiais:

RANKING

PARTIDA

ANO

COMPETIÇÃO

1 Botafogo 24×0 Mangueira 1909 Campeonato Carioca
2 Nacional 24×0 Brasil Sport 1922 Campeonato Amazonense
3 Grêmio 23×0 Nacional 1912 Campeonato Porto-alegrense
4 CSA 22×0 Maceió 1912 Campeonato Alagoano
5 Ulbra 21×0 Shallon 2006 Campeonato Rondoniense
6 Náutico 21×3 Flamengo-PE 1945 Campeonato Pernambucano
7 Sampaio Corrêa 20×0 Santos Dumont 1934 Campeonato Maranhense
8 Itajaí 19×0 Curitibanos
Cataratas 19×0 Real Beltronense
2018 2000 Campeonato Catarinense 3ª Divisão
Campeonato Paranaense 2ª Divisão
9 Paysandu 17×0 Panther 1922 Campeonato Paraense
10 São José 17×2 Santos-AP 2004 Campeonato Amapaense

jogadores foto antiga

No Campeonato Brasileiro, o maior registro de vitória com ampla diferença de gols foi a partida entre Corinthians e Tiradentes-PI, válida pelo Brasileirão de 1983, que terminou com vitória dos paulistas por 10 a 1. Na Copa do Brasil, a maior vitória foi do Atlético-MG contra Caiçara-PI, por 11 a 0.

Nos clássicos estaduais onde estão as maiores torcidas do Brasil – São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul – também tivemos goleadas históricas. Confira na lista abaixo:

• São Paulo: o Corinthians aplicou um histórico 11 a 0 no Santos, em plena Vila Belmiro, em jogo válido pelo Campeonato Paulista de 1920;

• Rio de Janeiro: o Campeonato Carioca de 1906 ficou marcado pela incrível vitória do Fluminense sobre o Botafogo por 8 a 0;

• Minas Gerais: a maior goleada da história do clássico mineiro foi um impressionante 9 a 2 do Atlético sobre o maior rival, Cruzeiro, no quadrangular final do Campeonato Mineiro de 1927;

• Rio Grande do Sul: a maior goleada no clássico “Grenal” foi também o primeiro confronto entre os clubes na história. A partida amistosa realizada em 1909 terminou em incríveis 10 a 0 para o Grêmio sobre o Inter.

Artigos Relacionados