Cruzeiro 5×0 Atlético-GO – Sem nenhuma dificuldade, Raposa engole o Dragão

O Cruzeiro não tomou conhecimento do Atlético-GO. No jogo de ida da 3ª fase da Copa do Brasil, a equipe celeste conseguiu uma elástica e tranquila vitória por 5×0. O Dragão não ameaçou em nenhum momento. Nem mesmo com um jogador a mais, depois da expulsão de Bruno Rodrigo, quando o jogo já estava 4×0, […]

O Cruzeiro não tomou conhecimento do Atlético-GO. No jogo de ida da 3ª fase da Copa do Brasil, a equipe celeste conseguiu uma elástica e tranquila vitória por 5×0. O Dragão não ameaçou em nenhum momento. Nem mesmo com um jogador a mais, depois da expulsão de Bruno Rodrigo, quando o jogo já estava 4×0, a equipe goianiense esboçou alguma reação. Na quarta-feira que vem, as equipes só cumprem tabela na competição no jogo de volta a ser realizado no Serra Dourada.

Chegando fácil na bola aérea, Cruzeiro faz o resultado

O primeiro tempo foi pouco movimentado e, as limitações do time do Atlético-GO, permitiram ao Cruzeiro fazer 3×0 sem forçar muito. A primeira chance foi do Dragão, aos 8 minutos, em chute de longe de Ernandes que levou perigo à meta de Fábio. Um minuto depois, a Raposa respondeu com o primeiro gol. Em lance polêmico, Diego Souza concluiu para o gol enquanto o goleiro Márcio estava no chão pedindo atendimento, não autorizado pelo juiz. Na tentativa de cortar um cruzamento, o camisa 1, que ainda se levantaria tentando defender o chute, acabou levando, no rosto, um chute de Artur, seu próprio companheiro de time, ficando com um grande calombo.

Aos poucos o Cruzeiro foi tomando conta do jogo e mantendo a posse de bola sem ser incomodado pelo adversário, que se fechava na defesa. As melhores jogadas saíam pela esquerda em constantes triangulações entre Egídio, Luan e Diego Souza. Aos 24 minutos, o camisa 10 quase fez seu segundo em belo chute de longe, que Márcio foi buscar no cantinho. Destaque da primeira etapa, Diego ainda protagonizou um belo lance, quando recebeu lançamento de Souza e dominou no peito para dar um chapéu em seu marcador, mas, ao tentar outro drible igual, acabou perdendo a bola.

Sem nenhuma resistência do adversário, o Cruzeiro usou a bola aérea para marcar mais dois gols antes do intervalo. Após faltas cobradas, respectivamente, por Souza e Egídio, Vinícius Araújo e Dedé, em ambos os casos livres de marcação, desviaram de cabeça para dentro do gol.

René Simões mexe, mas a postura do time não muda

Tentando dar mais velocidade ao time, o técnico René Simões lançou Juninho na equipe. O atacante baixinho mostrou disposição, mas não conseguiu mudar o panorama da partida. Também entrou Róbston, que, logo aos 4 minutos, arriscou de longe e viu Fábio bater roupa para defender. Juninho ainda teve grande chance em contra-ataque, mas acabou adiantando muito a bola, deixando Fábio chegar antes.

Mas a tentativa de reação do Atlético-GO parou por aí. Aos 12 minutos, Egídio lançou bola na área, Vinícius Araújo tirou Márcio do lance com um corta-luz involuntário e Éverton Ribeiro aproveitou a sobra, sem goleiro, para marcar o quarto gol. Em uma noite em que tudo dava certo, o zagueiro Bruno Rodrigo conseguiu ser expulso. Aos 17 minutos, ele tentou sair jogando e acabou perdendo a bola. Tentando se recuperar, deu uma entrada muito dura em João Paulo e acabou expulso.

Nem assim o Atlético-GO mudou a cara da partida. O máximo que aconteceu foi uma diminuição natural no ritmo do Cruzeiro. Mas ainda deu para ampliar a goleada. Egídio aproveitou saída errada de Artur para roubar a bola e chutar bonito de longe. Márcio estava adiantado e não conseguiu evitar o último golpe do massacre por 5×0.

FICHA TÉCNICA

Cruzeiro 5 x 0 Atlético-GO

Motivo: Copa do Brasil 2013

Data/horário: 09/07/2013, 21h50

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Auxiliares: Luiz Cláudio Regazone e Jackson Massarra dos Santos

GOLS: Diego Souza, 9’1ºT (1-0), Vinícius Araújo, 31’1ºT (2-0), Dedé, 43’1ºT (3-0), Everton Ribeiro, 12’2ºT (4-0) e Egídio, 31’2ºT (5-0)

Público/Renda: 12.403 pessoas/R$411.540,00

Cartões amarelos: Dedé (CRU) e João Paulo (AGO)

Cartões vermelhos: Bruno Rodrigo (CRU)

CRUZEIRO: Fábio, Mayke, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio. Nilton e Souza. Everton Ribeiro (Tinga, 21’2ºT), Diego Souza (Léo, 21’2ºT), Luan e Vinícius Araújo (Ricardo Goulart, 32’2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

ATLÉTICO-GO: Diogo Campos; John Lennon, Artur, Diego Giaretta e Ernandes; Marino, Dodó, Jorginho (Róbston – intervalo) e João Paulo (Caio, 26’2ºT); Pipico (Juninho – intervalo) e Ricardo Jesus. Técnico: René Simões.

 

Artigos Relacionados