É bronze! Seleção brasileira feminina brilha nas Surdolimpíadas 2022

Brasileiras fizeram ótima campanha no torneio realizado em Caxias do Sul

A Seleção Brasileira Feminina conquistou um ótimo resultado nas Surdolimpíadas 2021, realizada até o último dia 15, em Caxias do Sul. Após boa campanha, elas conseguiram a medalha de bronze no torneio.

Na decisão do terceiro lugar, a Seleção não precisou nem entrar em campo. Isso porque o Japão, que seria o adversário na partida, decidiu não participar dos últimos eventos da competição por questões de saúde.

Competição teve 5 participantes

O Brasil ficou no grupo único em Caxias do Sul, ao lado de Japão, Estados Unidos, Polônia e Quênia. As nossas representantes tiveram dificuldades contra as principais forças do grupo e foram derrotadas por EUA (4 a 0) e Polônia (2 a 0).

Porém, tiveram um excelente desempenho contra a seleção da África, com uma vitória por sonoros 8 a 1, e levaram o triunfo por W.O. contra as japonesas. Assim, terminaram na terceira colocação e levaram a medalha para casa.

Resultado repete campanha de 2017

A campanha brasileira, por sinal, igualou o resultado das Surdolimpíadas de 2017, sediada pela Turquia. O objetivo, dessa vez, era conquistar uma posição mais alta no pódio, mas elas voltam para casa com uma enorme recompensa no bolso.

Delegação brasileira quebrou recorde de medalhas

Não foram somente as meninas do futebol que brilharam em Caxias do Sul. A delegação brasileira conseguiu o seu maior resultado na história das Surdolimpíadas. No total, foram seis medalhas de bronze na competição.

Dessa vez, o Brasil não conseguiu a medalha de ouro, que veio com Guilherme Maia Kabbach nos 200 metros livres da natação em 2017, mas quebrou o recorde de número de medalhas.

Guilherme é o maior nadador surdo da história do Brasil, com sete medalhas no total. Ele ainda tem o recorde olímpico dos 200m livres, batidos justamente quando ficou com a medalha de ouro. Já as meninas do futebol receberam a companhia do handebol, que também brilhou no Sul do país.

Conheça os atletas e modalidades que conquistaram medalhas:

tabela modalidades e atletas

Primeira edição da Surdolimpíadas na América Latina

A edição de Caxias do Sul fez história porque foi a primeira a ser realizada na América Latina. A cidade do Rio Grande do Sul foi escolhida como sede do torneio que seria realizado em dezembro de 2021, mas por conta da pandemia e do adiamento das Olimpíadas de Tóquio passou para maio de 2022.

Ao todo, são 216 eventos em 18 modalidades diferentes disputadas pelos atletas. Por questões de infraestrutura, a competição de boliche foi adiada e passou para Kuala Lumpur, na Malásia. As cidades de Farroupilha e Flores da Cunha também receberam jogos.

Atletas de 71 países diferentes participaram da competição, que não teve representantes de Rússia e Bielorrússia por conta da invasão na Ucrânia. O país, aliás, foi o grande vencedor das Surdolimpíadas, com 62 ouros e 138 medalhas no total. Os Estados Unidos, que terminaram na segunda posição, tiveram “apenas” 55.

Artigos Relacionados