Chegou o mata-mata! Primeira fase do Brasileirão Feminino é marcada por equilíbrio na tabela

Palmeiras e São Paulo estão entre os times que querem acabar com hegemonia do Corinthians, que terminou na quarta colocação

Quem será o grande campeão do Brasileirão Feminino 2022? A competição chegou à sua fase final e oito times vão brigar pela taça. O grande destaque é o equilíbrio, já que quatro times passaram dos 30 pontos.

Desde a reativação da equipe feminina, há sete anos, o Corinthians é o grande bicho-papão do país. Porém, na atual temporada, as Brabas enfrentam competição dura e terminaram apenas na quarta colocação na fase inicial.

Palmeiras, São Paulo e Internacional são as equipes com maior chance de destronar o Corinthians. Confira o nosso balanço da primeira fase e o que esperar do mata-mata do torneio!

Confrontos de quartas de final estão definidos

Os oito times classificados vão se enfrentar nas próximas semanas pelas vagas nas semifinais. Veja um resumo de cada confronto.

  • Palmeiras x Grêmio: melhor campanha da primeira fase, o Verdão chega como favorito e tem Bia Zaneratto no ataque. Do outro lado, a goleira Lorena, campeã da Copa América com a Seleção, tem a missão de defender a meta tricolor.
  • São Paulo x Ferroviária: As tricolores vivem uma excelente fase, com seis vitórias consecutivas. Do outro lado, vão encontrar um time experiente, que ganhou o título em 2019. SP é favorito, mas vai precisar passar pela goleira Luciana, uma das melhores do país.
  • Internacional x Flamengo: As coloradas bateram na trave na última temporada e têm apenas duas derrotas na atual temporada. Enquanto isso, o time rubro-negro investiu na modalidade e tem Duda, que foi campeã da Copa América.
  • Corinthians x Real Brasília: atual bicampeão da categoria, o Corinthians não teve a melhor primeira fase, mas ainda tem um grande elenco, com Tamires e Adriana. Também teve a defesa menos vazada (12). Do outro lado, o Real Brasília é tricampeão estadual e chega como azarão.

Corinthians segue como favorito nas casas de apostas

Mesmo sem a melhor campanha, o Corinthians ainda é apontado como o favorito ao título. Na Betano, que tem um mercado de longo prazo aberto, as Brabas aparecem com 1.85 de cotação. Isso garante um retorno de 85% sobre o valor apostado.

O Palmeiras é o time mais próximo (2.65), enquanto os outros adversários têm probabilidades pequenas, de acordo com o operador. Ferroviária e Grêmio são times com chances mais remotas de levantar a taça.

imagem destaque tabela

Quatro times foram rebaixados

No extremo oposto da tabela, quatro times foram rebaixados para a segunda divisão. São eles: São José-SP, Esmac, Bragantino e Cresspom. Os dois últimos ganharam apenas uma vez em 15 rodadas.

O Cruzeiro teve um final de campeonato ruim, mas se salvou com antecedência. Isso porque o São José-SP, que terminou na 13ª colocação, teve seis derrotas seguidas para encerrar a sua campanha.

Destaques individuais da primeira fase

A primeira fase do Brasileirão viu um misto de jogadoras jovens e experientes serem os destaques. Com 13 gols, Cristiane foi a artilheira. Ela faz parte da geração da Seleção Brasileira bicampeã panamericana e com duas medalhas olímpicas.

Revelação das categorias de base do Internacional, Duda Sampaio foi destaque nas assistências. Ela terminou com nove passes para gol.

No líder Palmeiras, Bia Zaneratto e Byanca Brasil formaram uma dupla de ataque letal. No São Paulo, nenhuma jogadora se destacou em relação às outras, mas o forte coletivo é o trunfo para ganhar o título.

Artilheira, Cristiane está fora da competição

Com 13 gols, Cristiane mantém seu ótimo desempenho no ataque com a camisa do Santos e fechou a primeira fase como artilheira. Porém, as Sereias da Vila não conseguiram a classificação.

Bia Zaneratto, atacante do Brasil e do Palmeiras, tem nove gols e é quem está mais perto da adversária. Ou seja, um ótimo mata-mata pode garantir a artilharia para a jogadora de 28 anos.

Brasileirão Feminina vai conhecer o campeão em setembro

As quartas de final do Brasileirão Feminino serão disputadas entre os dias 14 e 22 de agosto. A grande final está marcada para o dia 25 de setembro.

Vale ficar de olho na disputa entre as equipes paulistas, que chegam como favoritas. Enquanto isso, Inter e Grêmio querem levar a região sul ao primeiro lugar do futebol feminino no Brasil.

Artigos Relacionados