Treinadores brasileiros chegam no Japão e buscam inspiração em outros compatriotas que já brilharam na Terra do Sol Nascente

Zico, Oswaldo de Oliveira e Nelsinho Baptista podem servir de exemplo para Zé Ricardo e Fábio Carille

O futebol brasileiro tem a tradição de ter bons trabalhos de treinadores na terra do “Sol Nascente”. Zico, por exemplo, foi o técnico da seleção japonesa entre 2002 e 2006 e tem grande prestígio na Ásia.

Recentemente, dois treinadores acostumados a treinar grandes times do futebol brasileiro desembarcaram no Japão para novos projetos na carreira e têm bons exemplos, além de Zico, de outros compatriotas que fizeram sucesso por lá.

Treinadores brasileiros chegam ao Japão

Estamos falando de Zé Ricardo, ex-Vasco, e Fábio Carille, ex-Corinthians. O primeiro foi anunciado, no dia 7 de junho, como o novo treinador do Shimizu S-Pulse, da primeira divisão japonesa. Já o segundo foi anunciado no dia 12 do mesmo mês, pelo V-Varen Nagasaki, que está no segundo nível do futebol local. Os treinadores comemoraram o acerto em suas redes sociais. Ambos os treinadores assinaram contrato de dois anos.

“Eu estou muito feliz por essa nova oportunidade. O nosso compromisso vai ser de muito trabalho, dedicação e empenho para quem possamos ter uma equipe que apresente um futebol bonito e que deixe o torcedor bem representado”, disse Zé Ricardo.

“Animado demais para realizar um sonho de trabalhar em um país tão bacana como o Japão. Vamos com muita alegria e vontade de trabalhar”, postou Fábio Carille.

Sobre Zé Ricardo

Zé Ricardo tem 51 anos e começou a sua carreira como treinador no Flamengo, em 2016. Seu título mais importante na carreira até aqui foi o Campeonato Carioca de 2017, quando comandava o rubro-negro. Ele estava trabalhando no Vasco e pediu desligamento para aceitar a oferta japonesa.

Sobre Fábio Carille

O primeiro trabalho de Fábio Carille foi no Corinthians, entre 2017 e 2018, quando ele conquistou o maior título da sua carreira até aqui: o Campeonato Brasileiro de 2017. Seu último clube, antes de aceitar a oferta japonesa, tinha sido o Athletico-PR, onde ficou de abril até maio desse ano.

Brasileiros que fizeram sucesso no Japão

Se quiser pedir dicas para um treinador que fez sucesso e é muito querido no Japão, Zé e Carille teriam que procurar Zico, que treinou o Kashima Antlers e a seleção japonesa. E foi exatamente isso que o primeiro fez, dias atrás, e postou em suas redes sociais.

Relembre alguns casos de brasileiros que fizeram sucesso futebol japonês e podem servir de inspiração para que Zé Ricardo e Fábio Carille façam o mesmo.

Zico

zico

Zico é considerado um dos grandes ídolos da torcida do Kashima Antlers, clube que defendeu como jogador, entre 1991 e 1994, e como treinador, em 1999.

Ele retornou ao clube, em 2018, para assumir o cargo de Diretor Técnico e está lá desde então. Além disso, ele foi o técnico da seleção japonesa entre 2002 e 2006.

Um de seus principais feitos na Terra do Sol Nascente foi ter classificado o Japão para a Copa do Mundo de 2006.

Oswaldo de Oliveira

Oswaldo de Oliveira

Oswaldo também é considerado ídolo do Kashima Antlers, clube que treinou entre 2007 e 2011. E não seria por menos, já que ele venceu oito títulos oficiais no comando do clube, entre eles um tricampeonato nacional (2007, 2008 e 2009).

Ele trabalhou novamente no país asiático entre 2018 e 2019, quando foi campeão da Copa do Imperador de 2018 com o Urawa Red Diamonds. Seu último trabalho foi no Fluminense, em 2019.

Nelsinho Baptista

Nelsinho Baptista

Nelsinho era o único treinador brasileiro trabalhando em solo japonês antes da chegada de Zé Ricardo e Fábio Carille. Ele está no comando do Kashiwa Reysol desde 2019, clube no qual teve outras passagens e é considerado um grande ídolo. Lá ele ganhou seis títulos, sendo o principal o Campeonato Japonês de 2011.

O sucesso de Baptista no Japão vinha de outras épocas. Anteriormente ele tinha trabalhado no Verdy Kawasaki, entre 1994 e 1996, e foi bicampeão japonês (1994 e 1995).

Artigos Relacionados