Não desbravou a Galícia: Thiago Galhardo enfrenta má fase na Espanha e é questionado por jornal local

Destino do atacante pode ser o retorno ao futebol brasileiro

A fase do atacante brasileiro Thiago Galhardo (32 anos) no Celta de Vigo não é nada boa. O atacante está emprestado pelo Internacional ao clube espanhol até o final de junho e em 22 partidas disputadas (até 22 de fevereiro), ele não fez nenhum gol sequer. Isso não passou despercebido por um jornal local.

Galhardo, que foi vice-artilheiro do Brasileirão de 2020, quando estava no clube gaúcho, chegou na Espanha com fama de “matador”, mas não cumpriu as expectativas. O jornal As, um dos principais do país europeu, destacou a ausência de gols do atacante, em matéria publicada no dia 18 de fevereiro, em uma reportagem intitulada “Galhardo deixou os gols no Brasil”.

O brasileiro foi contratado em agosto do ano passado após pedido do técnico argentino Eduardo Coudet, que havia trabalhado junto com o atacante no Internacional durante boa parte da temporada de 2020. Desde então foram 611 minutos dentro de campo e nenhum gol marcado, fazendo com que dificilmente ele seja contratado pelo clube espanhol após o fim do contrato de empréstimo.

“”Ele não viu um gol nos minutos que jogou no Campeonato Espanhol, nem em suas aparições na Copa do Rei. O fato fica ainda mais marcante se levarmos em conta o realizador que endossou sua assinatura”, publicou Abraham Martínez no jornal espanhol.

O Celta de Vigo terá que desembolsar € 1,6 milhões (R$ 9,3 milhões) para o Internacional caso mude de ideia e resolva assinar um contrato fixo com Thiago Galhardo. Recentemente, em entrevista justamente ao jornal As, o brasileiro disse que não gostaria de retornar ao seu país de origem pois, de acordo com ele, aqui “os jogadores não tem qualidade de vida”.

Thiago Galhardo do Nascimento Rocha nasceu em São João del Rei, interior de Minas Gerais, em 20 de julho de 1989. Começou a sua carreira no carioca Bangu, onde jogou de 2010 a 2013. Se destacou no futebol brasileiro a partir de 2018, quando teve boas passagens por Vasco da Gama, Ceará e Internacional. Os dois últimos clubes, inclusive, estão interessados no retorno do atacante caso o Celta realmente não o compre no fim do empréstimo, de acordo com uma reportagem recente do portal UOL.

A temporada de 2020 pode ser considerada a melhor da carreira do experiente atacante. Ele foi vice-artilheiro do Brasileirão naquela ocasião. Isso fez com que o jogador fosse considerado o melhor atacante do torneio no Troféu Mesa Redonda e lembrado pelo técnico Tite, que o convocou para o confronto contra o Uruguai, em 15 de novembro daquele ano, em partida válida pelas eliminatórias da Copa.

Números de Thiago Galhardo

Confira na tabela abaixo os números de Galhardo desde a sua boa passagem pelo Vasco até o dia de hoje (22 de fevereiro) e veja como o atacante realmente está tendo uma performance abaixo do esperado no Celta de Vigo.

Clube Período Jogos Gols
Vasco da Gama 2018 a 2019 29 5
Ceará 2019 34 12
Internacional 2020 a 2021 70 29
Celta de Vigo Desde 2021 22 0

Sobre o Celta de Vigo

Fundado em 23 de agosto de 1923 na cidade de Vigo – região da Galícia – o Celta disputa desde a temporada 2012-2013, ininterruptamente, a primeira divisão do Campeonato Espanhol. Eles são comandados, desde 2020, pelo técnico argentino Eduardo Coudet, que já havia trabalhado no clube como jogador em 2002.

“Los Célticos” mandam os seus jogos no estádio Balaídos, que tem capacidade para 29 mil espectadores. Seus maiores títulos são a segunda divisão (1936, 1982 e 1992) e a terceira divisão (1931 e 1981) do Campeonato Espanhol, além de uma Copa Intertoto da UEFA (2000).

Thiago Galhardo é atualmente o único brasileiro a fazer parte do elenco do clube espanhol, mas outros brasileiros já jogaram por lá. Confira abaixo alguns exemplos:

  • Rafinha Alcântara: hoje no PSG, da França, Rafinha defendeu o Celta entre 2013 e 2014;
  • Nenê: hoje no Vasco da Gama, Nenê jogou clube espanhol entre 2006 e 2007;
  • Sylvinho: treinava o Corinthians até o dia 3 de fevereiro desse ano e passou como jogador pelo clube de Vigo entre 2001 e 2004;
  • Mazinho: pai de Rafinha Alcântara e campeão da Copa do Mundo de 1994 com a seleção brasileira, Mazinho jogou no Celta de 1996 a 1999.

Galhardo terá continuidade no Celta de Vigo como esses outros brasileiros citados acima? Vamos aguardar para ver se o atacante continuará na Europa ou voltará ao Brasil nos próximos meses.

Artigos Relacionados