Presidente da “LaLiga” da Espanha faz proposta para ajudar a criar a Liga de Futebol Brasileira

Times da primeira e segunda divisão do Brasil participam do projeto

A criação da tão falada Liga de Futebol Brasileira voltou à pauta. No dia 15 de março, o presidente de “LaLiga” – responsável pela organização do Campeonato Espanhol – Javier Tebas, se reuniu junto a outros executivos e com representantes de clubes da Série A e B do Campeonato Brasileiro em São Paulo. Ele apresentou uma proposta de modelo e gestão da liga brasileira.

“Na LaLiga, temos o objetivo de ajudar o desenvolvimento do futebol e sua indústria. Com a proposta que estamos fazendo em conjunto com a XP Investimentos e a Alvarez & Marsal, queremos oferecer, no Brasil, todo o conhecimento que adquirimos ao longo dos anos para propor um modelo de negócio que seja financeira e administrativamente adequado para apostar no crescimento do futebol no Brasil. Hoje apresentamos aos clubes brasileiros uma proposta que inclui as melhores práticas da LaLiga e a forma como conseguimos ser uma das competições desportivas mais eficazes em termos de desenvolvimento de negócios e de estabilidade financeira”, afirmou Javier Tebas, presidente da liga espanhola, em comunicado após a reunião.

O Palmeiras foi o único time grande que não mandou nenhum representante ao encontro. Em nota oficial para o portal Terra o clube afirmou que “é a favor da liga, acredita ser esse um passo importante para o futebol brasileiro, mas não viu necessidade de enviar representante a esse evento”.

O projeto apresentado trouxe as principais diretrizes para a estruturação de uma liga no Brasil, incluindo questões de relacionamento dos clubes com a CBF e federações estaduais, direitos de transmissão dos jogos e questões de governança e gestão. Novas reuniões devem acontecer nos próximos meses e fica a expectativa de evolução da ideia.

Desde que uma crise foi instalada na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em junho de 2021, quando o então presidente da corporação Rogério Caboclo foi afastado por denúncias de assédio moral e sexual, tem-se falado na possibilidade de os clubes organizarem os torneios nacionais – como o Brasileirão – no lugar da entidade.

Uma primeira reunião já havia acontecido durante a turbulência citada acima, na sede da CBF, quando os principais clubes do Brasil costuraram um acordo com a entidade máxima do futebol brasileiro. Os clubes esperam que o projeto já esteja formatado até o fim desse ano.

Como foi o acordo inicial entre os clubes e a CBF

Para que a CBF deixasse de organizar e negociar acordos (como direitos de transmissão) das duas primeiras divisões do Campeonato Brasileiro e passasse essa responsabilidade para os clubes, foi costurado um acordo.

Os clubes aceitaram a manutenção da distribuição do peso dos votos de cada categoria nas eleições da entidade máxima do futebol brasileiro: os votos das federações de cada estado têm peso 3, os votos dos clubes da Série A têm peso 2, e os da Série B têm peso 1 (os clubes de divisões inferiores não votam).

Em troca, a CBF se comprometeu a apoiar a criação da liga e abrir mão de ser responsável pelos torneios. Os clubes também trataram como uma vitória o fato de conseguir fazer alterações nas candidaturas à presidência da confederação: quem quisesse concorrer à presidência da CBF precisava ter o apoio de 8 federações e 5 clubes da Série A, e agora serão 4 federações e 4 clubes, respectivamente.

“A liga está prevista nos estatutos de FIFA, Conmebol e CBF. Desde que atenda o ordenamento desportivo, respeitando calendários de CBF, Conmebol e Fifa, a CBF não vai se colocar contrária. Vai ser parceira até”, disse Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, em entrevista coletiva após a primeira reunião do projeto.

Sobre a LaLiga

A Liga Nacional de Futebol Profissional (LaLiga) é uma associação esportiva nacional responsável pelas duas divisões mais fortes de futebol da Espanha. A organização foi fundada em 1984 e faz parte da Federação Espanhola de Futebol (RFEF), embora seja autônoma em suas operações.

O principal papel de LaLiga, além de defender os interesses de seus clubes-membros, é organizar o Campeonato Espanhol – o torneio mais importante do país. Além disso, ela é responsável por captar e firmar acordo de patrocínios para a competição e também comercializa os direitos de transmissão da mesma.

Artigos Relacionados