• Atlético Mineiro
  • Fluminense
  • Grêmio
  • São Paulo FC
  • Corinthians
  • Internacional
  • Vasco da Gama
  • Santos FC
  • Sport
  • Palmeiras
  • Atlético PR
  • Chapecoense
  • Ponte Preta
  • Avai
  • Cruzeiro
  • Flamengo
  • Figueirense
  • Goias
  • Coritiba
  • Joinville

Relevante para uns, mas irrelevante para outros, o Mundial de Clubes segue dividindo opiniões

“Mesmo se alguém perguntasse “Quais taças você conquistou durante todos esses anos?”, acho que não citaria o Mundial de Clubes”. Um dos principais jogadores da história do Manchester United, Paul Scholes descreveu assim o seu sentimento em relação ao Mundial de Clubes da FIFA para a BBC. Jogador da equipe inglesa do começo ao fim de sua carreira e vencedor de todos os títulos nacionais e continentais com os Red Devils, o antigo meia venceu o Mundial na edição de 2008 contra a LDU do Equador e, com sua declaração, representa a falta de interesse da Europa com a competição.

De fato, a edição de 2019, conquistada pelo Liverpool, contra o Flamengo, contou não só com um certo desinteresse por parte do futebol da Inglaterra, como mostra a entrevista publicada pelo pessoal do site de apostas online Betway Esportes, mas também teve a sua importância desconsiderada pela mídia e pelo público em geral, enquanto seu real valor foi reconhecido até pelos jogadores que estiveram envolvidos nas últimas edições.

Se são diversos os fatores que influenciam para justificar tal disparidade no tratamento em relação ao Mundial, a disponibilidade de datas é um dos principais para a pouca valorização do campeonato. Se a agenda do Flamengo segue uma linha mais coerente durante todo o calendário, começando com o Campeonato Carioca e com o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores sendo finalizados antes da disputa do torneio continental, um dos primeiros problemas em relação aos outros clubes é a logística e a disponibilidade de datas. O Liverpool, que já havia um jogo da EFL Cup agendado para a mesma semana do compromisso do Mundial e decidiu por enviar um time alternativo, ainda segue na disputa da Premier League no período do tradicional Boxing Day com poucos dias de descanso entre uma partida e outra, com a equipe de Jurgen Klopp sendo a grande favorita para conquistar o Campeonato Inglês nas casas de aposta.  Para contextualizar mais a situação, como citado pela Betway na entrevista, o Manchester United foi encorajado pela própria federação de futebol do país a abrir mão da disputa da EFL Cup e disputar o novo Mundial de Clubes na época, no que seria uma manobra para potencializar a escolha da Inglaterra como sede da Copa do Mundo de 2006 e acabou se tornando uma oportunidade para o United passar férias e poupar esforços para a conquista do campeonato da temporada 1999/2000 com uma diferença considerável em relação aos adversários da época.

Mas, além dos esforços realizados pelo Liverpool em deixar seu país para a disputa do torneio da FIFA, outros times envolvidos no torneio também tiveram que largar suas competições em andamento. O Monterrey teve as finais do Campeonato Mexicano adiadas por conta dos compromissos internacionais, enquanto o Espérance de Tunis, que disputa a Ligue 1 da Tunísia, está na metade de seu calendário nacional e o Al-Hilal, que joga a  Arábia Saudita, e o Al-Saad, do Catar, estão no início da disputa dos torneios locais.

Por fim, numa tentativa de deixar o Mundial de Clubes mais equilibrado para os clubes e atrativo para emissoras de televisão e patrocinadoras, a FIFA decidiu por reformular o formato do torneio. A partir de 2021, o Mundial será realizado de quatro em quatro anos, contando com 24 times e 31 jogos disputados no país-sede entre os meses de Junho e Julho.

 
 

Ultimas notícias

  • Todas
  • Seleção
  • Clubes
  • Jogadores
prev
    next

    Fórum de Futebol

      prev
      next
      To the top