• Atlético Mineiro
  • Fluminense
  • Grêmio
  • São Paulo FC
  • Corinthians
  • Internacional
  • Vasco da Gama
  • Santos FC
  • Sport
  • Palmeiras
  • Atlético PR
  • Chapecoense
  • Ponte Preta
  • Avai
  • Cruzeiro
  • Flamengo
  • Figueirense
  • Goias
  • Coritiba
  • Joinville

Vinicius Araujo: "Desde pequeno meu sonho foi disputar uma Champions League"

Action Images

Você começou sua carreira no Cruzeiro e depois uma temporada na Europa você voltou no clube, como foi esse retorno?

É muito bom poder voltar ao clube onde me tornei profissional. Em véspera de Olimpíadas aqui no Brasil, é bom poder jogar no meu país. Fiquei um ano e meio na Europa, ganhei mais experiência e voltei o clube que me abriu as portas e que nesse retorno me deu a oportunidade de voltar a disputar partidas em alto nível. Ganhei uma sequencia de jogos que antes não estava tendo. Minha intenção é aproveitar bem esse momento pra quando voltar para a Europa, continuar com uma sequencia de jogos

Depois de dois títulos em 2013 e 2014, Cruzeiro teve uma temporada difícil, como você explica isso?

O Cruzeiro é uma grande equipe e teve um 2013 e 2014 de títulos. Como em toda equipe onde o coletivo se destaca, algumas peças, eventualmente, deixam o clube. Com o Cruzeiro, não foi diferente. A renovação foi desde a gestão administrativa até o elenco principal. Toda mudança requer adaptação e paciência, para que em um futuro breve novos títulos sejam conquistados. 

Cruzeiro pode ainda buscar se qualificar para a proxima Libertadores?

Há oito rodas do fim do campeonato Brasileiro, a disputa por quatro vagas na Libertadores está cada vez acirrada. Sabemos da dificuldade de conseguir a classificação, mas estamos a 8 pontos da zona de classificação da Libertadores. Não vamos parar de lutar, por mais difícil que seja. 

Como você se sente nesta time de Cruzeiro?

Fui muito bem acolhido na volta para o Cruzeiro. Passamos por um momento difícil na equipe, mas felizmente já conseguimos superar as dificuldades. Infelizmente, na ultima partida, acabei me lesionando. Sigo agora um momento de tratamento com o pensamento em voltar para ajudar a minha equipe em breve.


Com quais jogadores você se entende, você brinca  nesta time?

Tenho o privilégio de só ter jogado em grandes equipes, com grandes jogadores. O Cruzeiro tem um elenco jovem e que me recebeu muito bem. Tenho amizade com todos, mas em especial com Gabriel Xavier, Marquinhos e Fabricio. Sem contar o Mayke e o Alisson que eu conheço desde a época em que jogávamos juntos na base.  

Como você julga o nível do Brasileirão em relação ao campeonato belga?

O Brasileirão é conhecido mundialmente como sendo um dos mais difíceis. Jogar no Brasil, com times em locais, climas e situações completamente diferentes faz com que ele seja especial. Na Bélgica, me surpreendi com o nível alto da organização do campeonato e com o ótimo desempenho das equipes. É difícil compará-los, pois são campeonatos completamente diferentes. Inclusive na forma de classificação. No Brasil, um país muito quente, nunca cheguei a treinar com um frio muito intenso. Na Bélgica, cheguei a jogar na neve, uma experiência única e que eu nunca teria, jogando no Brasil.

Vocês vão de ganhar dois jogos com a seleção Olímpica, você acha que vocês estão pronto para as Olimpíadas do Rio?

O Brasil, como anfitrião está muito bem preparado. A base da seleção vem sendo treinada desde 2013. É um grupo onde já nos conhecemos e entendemos o jeito de jogar. Sabemos da responsabilidade que é defender a seleção, ainda mais jogando em casa. Não será uma trajetória fácil, mas que estamos preparados.

Você acha que vocês tem o nível  para ganhar pela primeira vez de historia do Brasil, os Jogos Olímpicos?

São dois anos de treinamentos e que a equipe vem se conhecendo. Assisti a alguns jogos das outras seleções olímpicas, especialmente uma partida da seleção da Alemanha esse mês, e vi que eles estão vindo fortes pras Olimpíadas. Assim como a Alemanha, outras equipes vêm jogando um futebol de alto nível. E nós, não somos diferentes.

Você vai estar  ainda no Cruzeiro na próxima temporada?

Meu empréstimo é até o fim de junho de 2016. Depois disso, retorno para Valência. Pelo Cruzeiro, no ano que vem, devo disputar o campeonato estadual e algumas rodadas do Brasileirão 2016. 

Como foi a sua experiência com o Standard de Lièges ?

Logo quando cheguei, houve uma troca de treinadores no time e eu gostaria de ter tido mais oportunidades. Fui muito bem acolhido pela equipe. O colombiano Andrade e o Teixeira se tornaram grandes amigos no ano que passei na Bélgica. O brasileiro Igor de Camargo fez com que as coisas se tornassem mais fácies pra mim. Na maioria do tempo que fiquei na Belgica, tive a companhia da minha mãe e da minha irmã, o que fez a distância ficar um pouco menor. A torcida era muito carinhosa comigo e isso eu vou sempre guardar na minha vida. Em Liège eu tive a oportunidade de conviver com uma língua muito diferente na minha. No Brasil, na escola, aprendemos o básico de inglês e de espanhol. Mas o francês é uma língua que eu não tive contato nenhum. 

Você acha voltar na Europa no futuro?

Volto para Valência em julho do ano que vem. Jogar na Europa é o sonho de todo jogador e espero que desta vez eu tenha uma oportunidade melhor. Sinto-me muito honrado de poder defender a camisa do clube. Desde pequeno meu sonho foi disputar uma Champions League. Meu irmão, Gustavo Araujo, hoje joga na base do Valência. Poder disputar uma Champions e o campeonato Espanhol ao lado dele, seria um orgulho muito grande. Ele é um ótimo meio campo. 

O que campeonato você gostaria de descobrir (França, Inglaterra, Itália, Alemanha)?

São todos ótimos campeonatos e com atrativos diferentes. O Campeonato Inglês tem se destacado muito nos últimos anos com grandes equipes que vem ganhando projeção no mundo inteiro. É um dos mais importantes. O Italiano tem uma tradição incomparável e desde pequeno sempre eu via jogos da Juventus, Roma, Inter de Milão...

É indiscutível a evolução do futebol Alemão ao longo dos anos. A Alemanha tem feito um trabalho incrível desde as categorias de base, passando pelos clubes, até chegando a seleção. 

O Francês tem equipes que sempre gostei de ver jogar. O Paris Saint-Germain e o Lyon são times que eu gosto de ver os jogos. O Wallace, zagueiro do Monaco e o Lucas Silva, volante do Olympique são grandes amigos que jogaram comigo no Cruzeiro, na seleção Olímpica e que também estão lá.


O que você pode te desejar nesta final de temporada?

Meu desejo no momento é me recuperar da lesão e poder voltar o quanto antes aos jogos. Desejo pra mim a mesma coisa que eu desejo pra todos. Paz, sorte, foco e desejar que com fé e muito trabalho, tudo vai dar certo.

 
 

Ultimas notícias

  • Todas
  • Seleção
  • Clubes
  • Jogadores
prev
    next

    Fórum de Futebol

      prev
      next
      To the top