• Atlético Mineiro
  • Fluminense
  • Grêmio
  • São Paulo FC
  • Corinthians
  • Internacional
  • Vasco da Gama
  • Santos FC
  • Sport
  • Palmeiras
  • Atlético PR
  • Chapecoense
  • Ponte Preta
  • Avai
  • Cruzeiro
  • Flamengo
  • Figueirense
  • Goias
  • Coritiba
  • Joinville

Brasil 2x1 Uruguai - Vitória sofrida garante Seleção na final da Copa das Confederações

Resultado foi definido com gol de Paulinho aos 41 do segundo tempo
AFP

Não foi a atuação ideal, mas a Seleção Brasileira proporcionou boa dose de alegria à torcida que compareceu ao Mineirão nesta quarta-feira (26). Uma grande defesa de pênalti de Júlio Cesar, num momento em que o atleta busca se firmar na como titular, além de novo gol do artilheiro Fred, bem como uma cabeçada de Paulinho nos momentos finais para garantir a sofrida vitória por 2 a 1 sobre o Uruguai foram os pontos altos da classificação dos comandados de Felipão à final da Copa das Confederações.

O adversário do Brasil será definido nesta quinta, no duelo entre Espanha e Itália, na Arena Castelão, em Fortaleza, pela outra semifinal. A decisão acontece no domingo, às 19h (de Brasília), no Maracanã. A Celeste disputará o terceiro lugar em Salvador. 

Defesa de Julio e lançamento de Paulinho salvam o primeiro tempo

Poderia ter sido um primeiro tempo sofrível para a torcida brasileira. Diferentemente do que vinha ocorrendo no torneio, o futebol deixou a desejar. E muito. A Seleção não fez da maior posse de bola um trunfo para tornar a vida mais fácil. Com seus três atacantes à espera do contragolpe, o Uruguai foi um rival perigoso. E ficou muito perto de abrir o placar. Após David Luiz cometer falta desnecessária dentro da área em Lugano, aos 13, Júlio Cesar entrou em ação para espalmar o chute de Forlán na cobrança do pênalti.

Não foi, porém, o suficiente para que os brasileiros entrassem definitivamente no ritmo ideal. O setor de criação, com Oscar, mais uma vez não funcionou. O trio de ataque verde e amarelo, que vinha agradando, teve participação quase nula. Destaque negativo para Hulk. Depois de longos minutos de improdutividade, Paulinho arranjou belo lançamento para Neymar, que forçou Muslera à defesa, aos 41. O goleiro deu rebote, e Fred guardou seu 42º gol em 48 partidas já disputadas no estádio do Mineirão.

Alterações no meio-campo acordam time brasileiro

O  Uruguai se aproveitou de uma bobeira da defesa brasileira na saída de bola logo no início da segunda etapa para igualar o placar. Aos três, Thiago Silva facilitou para Cavani, até então discreto no ataque. O atacante acertou um chute de pé esquerdo, sem chances para Júlio Cesar. Sinal claro de que era preciso mudar. Felipão percebeu isso. E mexeu bem ao colocar Hernanes no lugar de Oscar e, principalmente, Bernard na vaga de de Hulk, que não foi poupado de vaias ao deixar o gramado.

Em poucos minutos, o meia-atacante parecia já ter solucionado as constantes falhas nos últimos passes que minaram os donos da casa no primeiro tempo. Dos pés do jovem atleta do Atético-MG, chances apareceram, muito em decorrência da mobilidade do baixinho em campo, hora subindo pela direita, hora aparecendo pelo meio. Fred não aproveitou uma delas, ao chutar por cima da meta. A prorrogação estava por vir, mas Paulinho a evitou. Após cobrança de escanteio de Neymar, o volante do Corinthians marcou de cabeça um gol heróico aos 41 minutos. Agora, o Maracanã espera pelos canarinhos.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 2 X 1 URUGUAI

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data e hora: 26/6/13, às 16h

Árbitro: Enrique Osses (CHI)

Assistentes: Carlos Astroza (CHI) e Sergio Roman (CHI)

Público: 57483 presentes

Cartões amarelo: David Luiz, Luiz Gustavo, Marcelo (BRA); Cavani, A. Gonzalez (URU)

Cartão vermelho: -

Gols: Fred, aos 41'/1ºT (1-0), Cavani, aos 3'/2ºT (1-1), e Paulinho, aos 41'/2ºT (2-1)

BRASIL: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar (Hernanes - 27'/2ºT); Hulk (Bernard - 18'/2ºT), Neymar (Dante - 45'/2ºT) e Fred. Técnico: Felipão.

URUGUAI: Muslera; M. Pereira, Godin, Lugano e Cáceres; A. Gonzalez (Gargano - 37'/2ªT), Arévalo e C. Rodriguez; Cavani, Forlán e Suaréz. Técnico: Oscar Tabaréz.

 
 

Ultimas notícias

  • Todas
  • Seleção
  • Clubes
  • Jogadores
prev
    next

    Fórum de Futebol

      prev
      next
      To the top