• Atlético Mineiro
  • Fluminense
  • Grêmio
  • São Paulo FC
  • Corinthians
  • Internacional
  • Vasco da Gama
  • Santos FC
  • Sport
  • Palmeiras
  • Atlético PR
  • Chapecoense
  • Ponte Preta
  • Avai
  • Cruzeiro
  • Flamengo
  • Figueirense
  • Goias
  • Coritiba
  • Joinville

Valdivia pode deixar o Palmeiras na quarta, último dia da janela de transferências para a Arábia Saudita

Distância da família é a principal motivação para a possível saída
Action Images

O meia chileno Jorge Valdivia pode estar de saída para o futebol da Arábia Saudita. O jogador cogita deixar o Palmeiras desde o sequestro relâmpago sofrido há um mês e meio em São Paulo, e teria sondagens de diversos clubes do país. Mas o período de transferências para os interessados acaba nesta quarta-feira (25), e este será o grande dia para a definição do futuro do camisa 10 alviverde.

Entenda o caso

Valdivia e sua esposa Daniela sofreram um sequestro relâmpago em São Paulo no dia 7 de junho deste ano. A cônjuge do jogador, assustada com a violência na metrópole brasileira, decidiu voltar para o Chile com os filhos do casal. Desde então, o "Mago" tem permanecido sozinho na capital paulista, usufruindo do serviço de segurança particular e da ajuda psicológica que foram oferecidas pelo Verdão para mantê-lo,

Mas a situação parece ter chegado perto do limite. Triste pela distância da família, Valdivia cogita deixar o Brasil, e teria recebido sondagens. A diretoria do Palmeiras afirma que não há qualquer proposta oficial, mas o diretor de futebol César Sampaio confirmou a possibilidade de alguma novidade sair na próxima quarta-feira, data limite para as transferências para o futebol da Arábia Saudita.

- Valdivia querendo e chegando um valor que atenda os interesses do Palmeiras, o tempo não é problema, não. Já vi negociação de cinco, dez minutos. O negócio do Obina mesmo eu fiquei cinco, seis meses, e foi resolvido em duas horas. Quando os pilares são respeitados, aí é rápido - afirmou o dirigente ao Lancenet.

O próprio Sampaio lembrou dos seus tempos de jogador, e reconheceu a situação delicada de Valdivia.

- Está difícil mesmo. Eu mesmo não conseguiria ficar sem a família. Joguei no Japão e levei minha esposa, minhas filhas. O convívio familiar é importante para o atleta, essa descarga emocional, é onde você carrega a bateria também - completou.

Possivelmente sem Valdivia, o Palmeiras volta a campo às 21h (horário de Brasília) da próxima quinta-feira, para enfrentar o Bahia, na Arena Barueri. O Verdão é o 14º colocado do Brasileirão 2012, com 10 pontos. O Tricolor é o 19º, com apenas 8.

 
 

Ultimas notícias

  • Todas
  • Seleção
  • Clubes
  • Jogadores
prev
    next
    Betano

    Fórum de Futebol

      prev
      next
      To the top