• Atlético Mineiro
  • Fluminense
  • Grêmio
  • São Paulo FC
  • Corinthians
  • Internacional
  • Vasco da Gama
  • Santos FC
  • Sport
  • Palmeiras
  • Atlético PR
  • Chapecoense
  • Ponte Preta
  • Avai
  • Cruzeiro
  • Flamengo
  • Figueirense
  • Goias
  • Coritiba
  • Joinville

Botafogo 3 x 1 Vasco – Fellype Gabriel faz 3 gols e comanda vitória do Fogão

Glorioso segue invicto no Carioca e Gigante da Colina permanece líder de seu Grupo
Fernando Soutelo/AGIF
Glorioso segue invicto no Carioca e Gigante da Colina permanece líder de seu Grupo

No clássico envolvendo os únicos grandes que estão na zona de classificação para as semifinais da Taça Rio, o Botafogo levou a melhor e derrotou o Vasco por 3 a 1, neste domingo, no Engenhão. Fellype Gabriel brilhou e fez todos os gols do Glorioso. Fellipe Bastos anotou para os vascaínos.

O resultado pouca coisa mudou, além da satisfação dos torcedores de ver seu time bater o rival. O Alvinegro permanece em segundo lugar no Grupo A (10 pontos), atrás do Macaé (12). Já o Gigante da Colina segue como líder no Grupo B (7 pontos). Quarta-feira é que será o dia decisivo para ambos. O Botafogo precisa vencer o Treze pela Copa do Brasil e o Vasco tem uma complicada partida pela Libertadores, contra o Libertad.

O jogo:

Primeiro tempo sonolento e dois gols de Fellype Gabriel em 4 minutos

A primeira etapa foi marcada, sobretudo, pelo equilíbrio entre os dois rivais, exceto o melhor início do Alvinegro. Depois, as equipes começaram a se equivaler em campo e provocar tremendo sono no baixo público que foi conferir de perto o Clássico da Amizade. Houve quem dormisse na arquibancada.

Houve, logo no começo, uma chance de Antônio Carlos, de cabeça, mas a bola foi para fora. Eder Luis, pelo Vasco, também teve uma oportunidade ao tabelar com Diego Souza, porém desperdiçou-a. E em meio à monotonia que reinava em campo, o Botafogo encontrou dois gols nos pés de Fellype Gabriel, dentro do espaço de 4 minutos. O primeiro veio de um passe de Elkeson que cruzou a área vascaína e sobrou para o jogador bater colocado. Já o segundo surgiu de mais uma falha de Rodolfo. O zagueiro errou ao tentar aliviar a bola do campo defensivo, acertou o adversário e, acidentalmente, deixou Fellype na frente de Prass para ampliar.

Pressão do Vasco, Fellipe Bastos, Fellype Gabriel e pênalti perdido de Juninho

Perdendo por dois gols de diferença, Cristóvão fez uma alteração no intervalo: saiu Allan e entrou William Barbio. A mudança deu resultado e os primeiros momentos da segunda etapa foram de domínio total do Vasco. Com dois minutos, Fellipe Bastos acertou, de falta, uma bomba no ângulo direito de Jeferson para reduzir o prejuízo e incendiar a partida.

Parecia que o empate chegaria. O Cruzmaltino seguiu ameaçando e Jeferson teve que salvar o Alvinegro, depois de Eder Luis chutar cruzado. Douglas, de cabeça, também quase empatou. A bola passou rente ao travessão.

Mais dinâmico, o jogo no segundo tempo ficou aberto. O Vasco tentava chegar ao empate, expunha-se um pouco mais e acabou pagando por uma nova distração defensiva. O Botafogo cobrou rápido um lateral e pegou o adversário desprevenido. Depois de um leve bate-rebate dentro da área, Fellype Gabriel, novamente, teve só o trabalho de empurrar a bola para o fundo da rede e fazer seu terceiro.

Um minuto depois, o Gigante da Colina teve a chance de se reerguer em campo, mas acabou para nas mãos do goleiro botafoguense. Juninho cobrou pênalti, que acabou defendido por Jeferson, freando assim qualquer a possibilidade de reação cruzmaltina e garantindo a vitória.

 
 

Ultimas notícias

  • Todas
  • Seleção
  • Clubes
  • Jogadores
prev
    next

    Fórum de Futebol

      prev
      next
      To the top