• Atlético Mineiro
  • Fluminense
  • Grêmio
  • São Paulo FC
  • Corinthians
  • Internacional
  • Vasco da Gama
  • Santos FC
  • Sport
  • Palmeiras
  • Atlético PR
  • Chapecoense
  • Ponte Preta
  • Avai
  • Cruzeiro
  • Flamengo
  • Figueirense
  • Goias
  • Coritiba
  • Joinville

Relembre a entrevista com Willian do Shakhtar, convocado para a Seleção pela primeira vez

Meia falou com o Sambafoot em Agosto
Sambafoot falou com o jogador em Agosto, que agora foi convocado pela primeira veza para a Seleção

* Com Felipe Lyra

Em Agosto, William falou com exclusividade ao Sambafoot e disse só estar esperando uma oportunidade. Convocado por Mano pela primeira vez, o meia que joga na Ucrânia terá a primeira oportunidade com a amarelinha. 

- O Willian eu vejo como um atacante pelo lado esquerdo, para fazer uma função semelhante a que o Neymar faz. Vem fazendo boas atuações e é um bom definidor. - desse Mano Menezes sobre o jogador. 

Relembre a entrevista que o jogador deu ao site em Agosto: 

Você acompanhou a última convocação do Mano para o amistoso contra Gana? Ficou decepcionado por não ter sido convocado?

Acompanhei, mas não fiquei decepcionado. Sei das minhas qualidades e do meu potencial, mas o Brasil tem vários jogadores de qualidade. Tenho que continuar trabalhando para que um dia eu possa ter a minha chance.

Você foi eleito o melhor jogador do Campeonato Ucraniano na última temporada. No entanto, Mano Menezes já convocou Jadson, que também é meia, e Fernandinho. Como explicar isso?

Explicar é complicado. O que eu posso dizer é que eu estou fazendo o meu melhor, jogando bem, fazendo gols. Se ele convocou meus companheiros é porque eles mereceram. Estou só esperando uma oportunidade para mostrar o futebol que desenvolvo no Shakhtar. Tenho o objetivo de chegar a Seleção e espero estar no Mundial de 2014. 

Em 2007, você saiu do Corinthians e foi para o futebol ucraniano. Como foi a sua adaptação e a sua evolução dentro do Shakhtar Donetsk?

No começo, passei por algumas dificuldades, mas consegui me adaptar e passei a jogar quase todos os jogos como titular da equipe. O treinador também tem muita confiança em mim. Isso tudo me deixa muito feliz.

No Shakhtar, existem bastantes jogadores brasileiros. Como é a relação entre vocês?

O relacionamento é tranquilo. Todos os jogadores brasileiros são bastante unidos dentro e fora de campo e isso é importante.

Você passou quase cinco anos na Ucrânia. Com 23 anos, você pensa em se transferir para outro time do futebol europeu?

Sim. Tenho esse objetivo de jogar em outro país como a Espanha, Itália, França e Inglaterra. Tenho vontade de jogar nesses países conquistar campeonatos diferentes. No Shakhtar já conquistei títulos importantes. Chega uma hora que o jogador tem que tentar conquistar títulos em outros lugares. Mas acho que ainda não chegou a hora de me mudar.

Você já se sente pronto para uma transferência?

Me sinto. Com 23 anos, já disputei três ou quatro Copa dos Campeões. Se chegar alguma proposta e houver a minha transferência, com certeza vou procurar fazer o meu melhor, como vinha fazendo dentro do Shakhtar.

Você saiu bem cedo do Brasil, quando era uma grande promessa, veio para a Europa e parece ter acertado na decisão. Ultimamente, tem se questionado bastante se o Neymar e o Ganso deveriam permanecer no Brasil ou jogar no futebol europeu. Que dica você daria para eles?

São jogadores de qualidade, com potencial muito grande. Mas jogar na Europa é difícil. O futebol é diferente do brasileiro. Aqui o jogador tem menos espaço para jogar, a marcação é mais forte. Para jogar aqui tem que ter profissionalismo, responsabilidade e tem que se adaptar ao futebol daqui, mas acredito que se o Neymar e o Ganso vierem para o futebol europeu, eles vão se dar muito bem.

Na Copa América, Jadson jogou 45 minutos, marcou um gol e depois, sem explicação, não atuou mais. Você já conversou sobre isso com ele?

Ele não me falou nada sobre isso. Agente fica triste por saber que ele tem qualidade, mas futebol é assim mesmo, tem que continuar trabalhando para que nas próximas convocações, possa estar na lista.

Para encerrar, como que um brasileiro consegue se adaptar a comida, a cultura e ao clima gelado da Ucrânia?

Apesar do frio, a adaptação aqui é tranquila, pois tem muitos brasileiros. A comida da para se virar. Como no Brasil, tem arroz e salada. Agente só precisa trazer algumas coisas diferentes como feijão. Os jogadores que chegaram há pouco tempo, também já conseguiram se adaptar.

 

FICHA DO JOGADOR

Nome: Willian Borges da Silva
Data de nascimento: 09/08/1988

Local: Ribeirão Pires (SP)

Altura: 1.74
Peso: 75 kg
Posição: Meia
Clube Atual: Shakhtar Donetsk (desde 2007)
Clubes em que atuou: Corinthians (2005 - 2007)
Jogos pela Seleção Brasileira: Sub-15, Sub-17, Sub-18 e Sub-20

Site oficial: www.willianwebsite.com.br

 
 

Ultimas notícias

  • Todas
  • Seleção
  • Clubes
  • Jogadores
prev
    next

    Fórum de Futebol

      prev
      next
      To the top