• Atlético Mineiro
  • Fluminense
  • Grêmio
  • São Paulo FC
  • Corinthians
  • Internacional
  • Vasco da Gama
  • Santos FC
  • Sport
  • Palmeiras
  • Atlético PR
  • Chapecoense
  • Ponte Preta
  • Avai
  • Cruzeiro
  • Flamengo
  • Figueirense
  • Goias
  • Coritiba
  • Joinville

Revanche Coxa-Branca

Souza e Bill disputam um lance. O atacante marcou o terceiro gol do Coxa
PHOTOCAMERA.COM.BR
Coritiba bate o Fluminense por 3x1 e vinga a partida que o rebaixou em 2009

No fim da tarde desse sábado, o Coritiba venceu o Fluminense com facilidade, pelo placar de 3x1, no estádio Couto Pereira. A partida marcou a revanche do confronto histórico entre as duas equipes, em 2009, quando um empate por 1x1 rebaixou o Coxa à Série B do Campeonato Brasileiro no ano de seu centenário, e salvou o Flu de um descenso que parecia certo. Na ocasião, uma pancadaria generalizada promovida pela torcida paranaense foi estabelecida logo após o apito final, tornando aquele dia uma mancha na história do clube e lhe trazendo sérios prejuízos e punições oficiais.

 

Quase dois anos depois, com o Coritiba de volta à Série A, o novo jogo ocorreu em clima bem menos hostil. Ainda órfão da saída de Darío Conca e com Deco sem condições físicas de atuar durante os 90 minutos, além da ausência de Marquinho, poupado por ter uma proposta vantajosa de outro clube, o técnico Abel Braga optou por começar com apenas Souza na armação de jogadas. A escolha logo se provou um erro, conforme o Flu mantinha a posse de bola, mas apresentava enormes dificuldades de fazê-la chegar aos seus homens de frente, em algo semelhante ao que havia ocorrido no clássico com o Flamengo, no último final de semana.

 

O Coxa, por outro lado, mais bem organizado e objetivo, criava as reais oportunidades de gol da partida e não demorou para abrir o placar. Logo aos 13 minutos, Léo Gago arriscou de fora da área para defesa parcial do goleiro Diego Cavalieri. Marcos Aurélio pegou o rebote de maneira oportunista e marcou: 1x0.

 

O gol desestabilizou de vez o Fluminense. Tanto que, apenas 11 minutos depois, uma cobrança de escanteio de Tcheco encontrou Pereira livre no segundo pau. O zagueiro se aproveitou da falha de Márcio Rosário e emendou um belo sem pulo para ampliar o placar, complicando de vez a vida do adversário.

 

A partida se encaminhou para o intervalo da mesma maneira que havia começado: com toques pouco objetivos e de eficiência duvidosa por parte dos meio-campistas tricolores, que pareciam incapazes de criar chances reais.

 

Na volta do intervalo, o técnico Abel Braga, percebendo a gravidade da situação, retirou de campo o volante Diguinho e o atacante Rafael Moura para as entradas de Deco e Matheus Carvalho, na esperança de melhorar a qualidade do último passe e tornar seu time mais dinâmico.

 

Mas as esperanças do Flu de melhorar com as alterações duraram pouco. Aos seis minutos da segunda etapa, em jogada aparentemente despretensiosa, o Coritiba marcou o terceiro gol: o lateral direito Maranhão cruzou rasteiro para boa antecipação de Bill, que ainda contou com as generosas contribuições do zagueiro Márcio Rosário e do goleiro Diego Cavalieiri, em novas falhas individuais desses atletas.

 

Era o fim não-oficial da partida. Nos momentos que se seguiram, o que foi visto foi o Coritiba se fechando na defesa à espera do apito final do árbitro Paulo César de Oliveira, enquanto o Fluminense tentava, de maneira desorganizada, diminuir a diferença, contando quase que unicamente com a disposição de Matheus Carvalho, que parecia jogar sozinho no ataque da equipe.

 

O prêmio pelos esforços do jovem atacante veio aos 33 minutos, em cobrança de escanteio de Souza que foi desviada por Valencia para grande defesa de Edson Bastos. No rebote, a zaga Coxa-Branca se atrapalhou e a bola sobrou para bom arremate de Matheus, que deu números finais ao confronto.

 

Com essa vitória, o Coritiba ultrapassa justamente o Fluminense na tabela de classificação, chegando à nona colocação, com 13 pontos. O próximo adversário da equipe será o Bahia, às 16h do próximo domingo, em Pituaçu. O Tricolor, por outro lado, caiu para décimo e aguarda os resultados das partidas de amanhã para descobrir em que posição de fato terminará a rodada, enquanto já se prepara para enfrentar o Palmeiras, também no dia 24, às 16h, em Volta Redonda.

 
 

Ultimas notícias

  • Todas
  • Seleção
  • Clubes
  • Jogadores
prev
    next
    Betano

    Fórum de Futebol

      prev
      next
      To the top